Meteorologia

  • 18 JULHO 2024
Tempo
26º
MIN 17º MÁX 33º

Exames nacionais? Ordem dos Psicólogos ajuda a lidar com ansiedade

A ordem profissional deixa um conjunto de estratégias para os mais novos conseguirem gerirem melhor o stress provocado pelos exames. Ainda assim, se a ansiedade interfere com a vida pessoal e um psicólogo pode ser uma grande ajuda.

Exames nacionais? Ordem dos Psicólogos ajuda a lidar com ansiedade
Notícias ao Minuto

23:59 - 05/07/21 por Notícias ao Minuto

País Ordem dos Psicólogos

Com a época de exames nacionais a chegar, a Ordem dos Psicólogos portugueses deixou alguns conselhos para ajudar os alunos a lidarem com a ansiedade e stress que pode advir da avaliação. 

"É normal sentirmo-nos ansiosos e stressados antes de fazermos um teste. Quase toda a gente se sente assim, pelo menos de vez em quando. Mas, quando a ansiedade é tão intensa que interfere com a nossa concentração e o nosso desempenho, então podemos estar a sofrer de 'ansiedade face aos testes'. E esse é um problema que podemos resolver", começa por explicar a ordem profissional numa nota divulgada, ontem, no site oficial. 

Sublinhando que a avaliação algo que fará sempre parte da vida, mesmo após a saída da escola, a Ordem dos Psicólogos Portugueses deixas as seguintes estratégias para combater a ansiedade: 

  • Pedir ajuda: "Se ficamos tão ansiosos que não conseguimos responder ao teste, devemos pedir ajuda a alguém – um Professor ou o Psicólogo da escola, por exemplo, pode ajudar-nos a encontrar formas de lidar com a ansiedade. Para além disso, só falar com alguém já nos pode fazer sentir melhor";
  • Estar preparado:  "Nunca conseguimos aprender o mesmo (ou tão bem) quando estudamos apenas na véspera do teste, comparando com quando estudamos regularmente. Quanto mais estudarmos e soubermos a matéria, mais confiantes nos vamos sentir, mais esperamos que o teste corra bem, mais relaxados estaremos no dia do teste e, por isso, menos ansiosos nos vamos sentir";
  • Esperar o melhor e bloquear pensamentos negativos: Se nos preparámos então temos de pensar coisas boas e esperar o melhor - 'estudei e estou preparado para fazer o meu melhor, vai correr bem'. Enviar mensagens negativas e pessimistas a nós próprios (por exemplo 'nunca fui bom a fazer testes', 'corre-me sempre tudo mal', 'estou tramado se tenho negativa neste teste') só vai aumentar a nossa ansiedade";
  • É só um teste: "Manter a perspetiva de que 'é apenas um teste' pode evitar que, sob stresse, comecemos a 'catastrofizar', ou seja, que comecemos a pensar que vai acontecer o pior, e a ficarmos preocupados com o que é apenas uma possibilidade (o teste correr mal) entre tantas outras. Devemos lembrar-nos que a avaliação não se resume só a um teste ou a testes, pois a participação e o interesse manifestados nas aulas, também contam!";
  • Aceitar os nossos erros: "Toda a gente erra e falha. Se nos preparámos para o teste e demos o nosso melhor, é isso que interessa. Se não correr bem, paciência, acontece a toda a gente e correrá melhor da próxima vez. Podemos encarar os nossos erros como uma 'oportunidade de aprendizagem' e pensar sobre o que podemos melhorar para que da vez seguinte corra melhor";
  • No dia do exame, respirar fundo: "Quando o teste estiver a ser distribuído, respirar fundo várias vezes (e tentarmos ficar concentrados apenas em respirar fundo, sem pensar em mais nada) pode ajudar-nos a ficar mais calmos. Se entretanto durante o teste nos sentirmos nervosos, podemos fazer o mesmo, parar, fechar os olhos e respirar fundo. E ler as perguntas devagar e com toda a atenção. Se não queremos ficar ainda mais ansiosos convém chegar a horas ou com alguma antecedência. E sentarmo-nos o mais sozinhos possível, já que a ansiedade pode ser 'contagiosa' (a ansiedade dos outros pode aumentar ainda mais a nossa ansiedade)";
  • Ter um estilo de vida saudável: "Dormir o suficiente, fazer exercício, comer de forma equilibrada são comportamentos saudáveis que também nos podem ajudar quando vamos fazer um teste. Passear ou praticar um desporto também são ótimas formas de reduzir a ansiedade e de 'refrescarmos a cabeça' depois de estudar ou fazer um teste".

Importa sublinhar que se a ansiedade começar a interferir com a vida pessoal e escolar um psicólogo pode ajudar a gerir a ansiedade. "Por isso, não devemos ter medo ou vergonha de procurar ajuda", é ainda referido. 

Leia Também: Fenprof lamenta "problemas de sempre" nos exames

Recomendados para si

;
Campo obrigatório