Meteorologia

  • 07 DEZEMBRO 2021
Tempo
14º
MIN 13º MÁX 17º

Edição

Surto em IPSS de Arouca alastra a escolas. Aulas presenciais suspensas

Um surto de covid-19 numa instituição particular de solidariedade social de Arouca alastrou a diversos estabelecimentos educativos desse concelho do distrito de Aveiro, obrigando ao encerramento da Escola EB2, revelou hoje a Administração Regional de Saúde (ARS) do Norte.

Surto em IPSS de Arouca alastra a escolas. Aulas presenciais suspensas
Notícias ao Minuto

21:08 - 01/07/21 por Lusa

País Covid-19

Segundo explica essa entidade em comunicado, a situação teve origem na deteção de "um caso de covid-19" no dia 25 de junho, numa instituição social que a ARS não identifica, mas que fonte da autarquia indica ser o Patronato de Arouca - Centro Paroquial de Promoção Social Rainha Santa Mafalda, que acolhe crianças em situação de vulnerabilidade. Pouco depois "foram diagnosticados 23 casos positivos" nessa estrutura, "entre os quais crianças que frequentam diferentes estabelecimentos de ensino" do município.

Na fase atual, a ARS Norte tem agora "identificados 42 casos" e aguarda ainda "os restantes resultados dos testes para rastreio de SARS-CoV-2".

Perante esse universo de infetados e a sua dispersão "por várias turnas da EB2 de Arouca", as autoridades de saúde avançaram para "o isolamento profilático dos contactos" sujeitos a exposição de risco e "foi decidido suspender as atividades [letivas] presenciais, como medida cautelar, até estar concluída a testagem dos alunos e profissionais do referido estabelecimento de ensino".

A Câmara Municipal de Arouca diz que está "a acompanhar a situação e a dar todo o apoio necessário, em estreita articulação com os serviços de saúde e os demais agentes da proteção civil, locais e nacionais".

Apelando à necessidade de todos os habitantes do concelho "serem agentes de saúde pública", a autarquia recomenda que os contactos presenciais sejam restringidos ao mínimo possível e que se utilize "sempre máscara, cumprindo as regras de etiqueta respiratória, mantendo o distanciamento físico e higienizando frequentemente as mãos".

De acordo com a agência noticiosa francesa AFP, a covid-19 já provocou quase quatro milhões de mortes em todo o mundo, na sequência de mais de 182,1 milhões de casos de infeção desde a descoberta do vírus SARS-CoV-2 em dezembro de 2019.

Em Portugal, o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde indica que a pandemia já causou 17.079 óbitos entre 882.006 infeções confirmadas.

Leia Também: AO MINUTO: "Temos de continuar todos a fazer um esforço com cabeça fria"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

;
Campo obrigatório