Meteorologia

  • 25 OUTUBRO 2021
Tempo
19º
MIN 14º MÁX 23º

Edição

Covid-19. "O que está a acontecer em Lisboa terá repercussão nacional"

Especialista considera que quarta vaga chegará a todo o país daqui a uma ou duas semanas. Carlos Robalo Ribeiro defendeu que a vacinação deve ser alargado o mais depressa possível às faixas etárias mais novas e considera que a capital deveria recuar já no plano de desconfinamento.

Covid-19. "O que está a acontecer em Lisboa terá repercussão nacional"

O pneumologista Carlos Robalo Ribeiro defendeu, esta quinta-feira, que a situação epidemiológica em Lisboa, que se tem vindo a agravar nos últimos tempos, "é preocupante", não só para a capital como para todo o resto do país. 

"É uma situação preocupante. E, naturalmente, sendo em Lisboa é preocupante para o resto do país. Isto porque Lisboa tem a maior densidade populacional e provoca um enorme fluxo de pessoas para dentro e para fora da cidade. O que está a acontecer em Lisboa terá uma repercussão nacional", considerou o especialista, em declarações, esta manhã, na RTP3. 

Tendo em conta que na última quinzena houve dois fins de semana prolongados, o pneumologista lembrou que, "seguramente, muitas pessoas que vivem na região de Lisboa se deslocaram" para outros pontos do país. "E também todo o país, a certo momento, se desloca para Lisboa", acrescentou.  

Para o especialista, a situação epidemiológica na capital será a realidade do resto do país "dentro uma a duas semanas".

Ainda assim, Carlos Robalo Ribeiro sublinhou que este contexto epidemiológico não será tão grave como foi o das vagas anteriores: "É preocupante, mas não é grave em termos hospitalares como já foi nas outras vagas porque a vacinação mudou esse panorama.

O especialista referiu ainda que a situação na capital tem de ser vigiada com muita atenção, sobretudo, devido à variante Delta, também conhecida como indiana, que tem "uma alta transmissibilidade" e que já está "em circulação maioritária" em Lisboa.

"Essa variante será já predominante na área de Lisboa, segundo as informações que temos vindo a receber", reiterou. 

Concordando que o país enfrenta agora o início de uma quarta vaga, o pneumologista defendeu que a vacinação deveria ser alargada o mais rapidamente à população adulta com menos de 40 anos, visto que é a faixa etária com mais casos neste momento, e que Lisboa deveria dar imediatamente "um passo atrás no desconfinamento". 

"Temos de aprender com as lições desta pandemia e agir com prontidão quando vemos situações a acumular", argumentou. 

O Conselho de Ministros volta a reunir-se esta quinta-feira, estando o briefing habitual previsto para cerca das 14h00. O Governo analisará a situação dos concelhos, mas uma vez que a reavaliação é feita quinzenalmente e na semana passada o concelho de Lisboa não avançou no desconfinamento, um eventual recuo da capital, a confirmar-se, terá lugar só na próxima semana.

Leia Também: AO MINUTO: Concelhos analisados hoje; Astrazeneca? 2.ª toma antecipada

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório