Meteorologia

  • 27 FEVEREIRO 2021
Tempo
15º
MIN 12º MÁX 19º

Edição

Gondomar vai contactar porta-a-porta pessoas prioritárias para vacinação

As juntas de freguesia de Gondomar vão contactar "porta-a-porta" as pessoas elegíveis para vacinação contra a covid-19 para que "ninguém fique para trás", e farão o transporte de quem não tenha retaguarda familiar ou na comunidade, foi hoje anunciado.

Gondomar vai contactar porta-a-porta pessoas prioritárias para vacinação
Notícias ao Minuto

14:54 - 22/02/21 por Lusa

País Covid-19

Em causa está a fase de vacinação dedicada a pessoas com 80 e mais anos, bem com mais de 50 anos, mas com comorbilidades associadas e doenças crónicas.

Em declarações à agência Lusa, o presidente da câmara de Gondomar, Marco Martins, contou que, de um total de 13.500 pessoas elegíveis do concelho de Gondomar, se constatou que cerca de 4.600 não tinham o contacto atualizado nas redes de saúde.

"Então avançou-se para uma medida que cubra toda a gente e garanta que ninguém fica para trás: as juntas decidiram colaborar e será feito um contacto porta-a-porta", descreveu Marco Martins.

A decisão foi tomada após uma reunião de trabalho com responsáveis pelo Agrupamento de Centros de Saúde do concelho e responsáveis pelas sete juntas de Freguesia de Gondomar, distrito do Porto, bem como Câmara Municipal.

A percentagem de pessoas cujo contacto não estava atualizado no centro de saúde corresponde a 27%.

Marco Martins indicou que as equipas montadas pelas juntas vão obter contactos atualizados ou alternativos -- "como de um vizinho ou familiar" -- de forma a ser possível o envio da mensagem que convoca a pessoa para vacinação, dando instruções sobre local e hora.

"Em Gondomar a vacinação é no [pavilhão] Multiusos [onde foi montado um centro de vacinação]. As juntas também vão fazer o transporte das pessoas que não tenham retaguarda e necessitem. Há quem não tenha um familiar ou um vizinho disponível, mas pode contactar os serviços e terá apoio", acrescentou o autarca.

Já em comunicado, a câmara de Gondomar resume estas medidas e dá conta de que "estas ações têm como objetivo garantir que nenhum utente pertencente aos grupos prioritários fica de fora da vacinação", vincando que "fica clara a importância da colaboração efetiva entre todas as entidades".

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.466.453 mortos no mundo, resultantes de mais de 111 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.023 pessoas dos 798.074 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Leia Também: AO MINUTO: Portugal com número de novos casos mais baixo desde outubro

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório