Meteorologia

  • 28 JULHO 2021
Tempo
19º
MIN 18º MÁX 29º

Edição

Guarda. Duas mortes por Covid em instituição para pessoas com deficiência

Filipe Lopes, de 33 anos, e Luís Fernandes, que faria hoje 55 anos, não resistiram à infeção pelo novo coronavírus. Surto na instituição foi detetado depois de ser administrada a primeira dose da vacina contra a Covid-19.

Guarda. Duas mortes por Covid em instituição para pessoas com deficiência

Dois homens com 33 e 54 anos, residentes numa instituição que acolhe pessoas com deficiências (Associação Sócio Terapêutica De Almeida- ASTA), morreram na madrugada desta quinta-feira no hospital da Guarda vítimas da Covid-19.

Ao Notícias ao Minuto, a ASTA refere que os dois - Filipe Lopes e Luís Fernandes - tinham recebido a primeira dose da vacina contra o coronavírus no passado dia 21, sem que, na altura, tivessem qualquer sintoma de infeção.

Contudo, poucas horas após a toma, os dois começaram a desenvolver sintomas como febre, o que os levou ao hospital no dia seguinte. Lá foram testados ao novo coronavírus, sabendo-se do resultado positivo, no dia 23. Internados na enfermaria do hospital, os dois acabaram por não resistir à doença tendo morrido na madrugada de quarta-feira para quinta-feira (de 27 para 28).

De referir que as duas vítimas, uma com autismo e outra com paralisia cerebral, sofriam de problemas respiratórios.

Na sequência destas infeções, a instituição levou a cabo uma primeira testagem a outros residentes com sintomas. Confirmaram-se aí "alguns infetados". Esta quinta-feira foram todos testados, através do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

No total, estão infetados na instituição 18 residentes, a que se somam mais quatro de uma residência autónoma. Estão todos ou assintomáticos ou com sintomas ligeiros (como febre).

A Unidade Local de Saúde da Guarda tem 108 doentes internados, 11 em cuidados intensivos, sobrando apenas uma cama. Foi já acionado o último nível do plano de contingência, que prevê a abertura das últimas seis camas possíveis em enfermaria e quatro em UCI.

Nas últimas 24 horas, foram contabilizados mais 278 óbitos e 13.200 novos infetados pelo SARS-CoV-2. Em termos acumulados, o país soma 11.886 óbitos e 698.583 casos de Covid-19.

O número de internamentos, que tem levado os hospitais a uma situação de rutura, continua a subir, sendo que há atualmente 6.627 pessoas internadas em enfermarias hospitalares (mais 62) e 806 em Unidades de Cuidados Intensivos (mais 24).

Leia Também: AO MINUTO: Doentes transferidos para a Madeira. EMA aprovada 3.ª vacina

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório