Meteorologia

  • 03 MARçO 2021
Tempo
15º
MIN 10º MÁX 21º

Edição

Covid-19. Inspeção-Geral das Atividades em Saúde vai fiscalizar vacinação

A Inspeção-Geral das Atividades em Saúde vai controlar a partir de agora o processo de vacinação contra a covid-19 através de auditorias, revelou hoje o coordenador da 'taskforce' para o plano de vacinação.

Covid-19. Inspeção-Geral das Atividades em Saúde vai fiscalizar vacinação
Notícias ao Minuto

16:07 - 28/01/21 por Lusa

País Covid-19

Numa apresentação de uma atualização ao plano de vacinação, Francisco Ramos lamentou o "desvio de critérios" que terá levado à administração de vacinas a pessoas não incluídas nos grupos prioritários para esta primeira fase, mas desvalorizou a ausência de uma entidade a supervisionar o processo desde o seu arranque.

"Este é um plano que é uma gigantesca operação e começou há um mês, não começou há um ano. Suponho que são casos esporádicos, mas são perturbadores, por isso, começa este processo de auditoria", resumiu

Questionado sobre a possibilidade de definição de sanções para eventuais incumprimentos, Francisco Ramos defendeu que "não compete à taskforce" abordar essa situação.

Em relação ao alargamento da capacidade de administrar vacinas contra a covid-19 a outras entidades, como farmácias ou profissionais do setor privado, o coordenador da 'taskforce' sublinhou que a disponibilidade de vacinas é um problema mais premente nesta primeira fase do que a quantidade de pontos de vacinação existentes.

"O nosso principal obstáculo é a escassez de vacinas e até isso ser ultrapassado é prematuro estar a falar do alargamento da rede de centros de vacinação", observou, tendo Francisco Ramos clarificado que Portugal tem já contratualizado um total de 29 milhões de vacinas para o combate à pandemia.

Quanto a reações adversas à vacina, foram notificados 1.332 casos, com Francisco Ramos a considerar que "não houve até hoje nenhuma notificação de reações que não estivesse prevista" na vacina e que o valor de 0,65 reações adversas por 100 vacinados "está em linha com os dados provisórios que são conhecidos do resto da Europa".

Em Portugal, morreram 11.305 pessoas dos 668.951 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório