Meteorologia

  • 02 MARçO 2021
Tempo
10º
MIN 8º MÁX 18º

Edição

Bombeiros ainda não estão a ser vacinados e há 400 infetados

O presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses disse hoje que há cerca de 400 bombeiros infetados com covid-19, classificando de "injusto" os bombeiros continuarem sem ser vacinados apesar de transportarem doentes com o novo coronavírus.

Bombeiros ainda não estão a ser vacinados e há 400 infetados

"Não é justo que os bombeiros não tivessem começado a ser vacinados. Fomos considerados no grupo dos prioritários. Devíamos ser vacinados na primeira prioridade. Estamos na frente. Somos os que mais transportamos pessoas contagiadas com covid-19 e suspeitos, numa percentagem de 95% é tudo transportado pelos bombeiros, e nunca mais vem o dia para começarem a vacinação dos bombeiros", declarou à agência Lusa o presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, Jaime Marta Soares.

Marta Soares avançou que há neste momento "cerca de 400 bombeiros infetados com a covid-19" e que "as coisas estão a desenvolver-se bem na parte da saúde dos bombeiros".

Há ainda uma morte a lamentar de um bombeiro voluntário de Lisboa neste período de pandemia, acrescentou.

O presidente da Liga dos Bombeiros avisa que está "em tremendas dificuldades para conseguir equilibrar aquilo que é a vontade dos bombeiros", porque segundo Marta Soares, querem "efetivamente tomar atitudes públicas".

"Dentro do nosso espírito de colaboração, de ajudar, de entrega, de doação, de dádiva, [tenho] tentado evitar, mas não é justo. Não é justo que os bombeiros não tivessem começado a ser vacinados", reitera.

Segundo Marta Soares, as autoridades de Saúde através de Francisco Ramos, o coordenador da 'task force' nacional para combater a covid-19, deram indícios de que no final do mês de janeiro ou princípios de fevereiro os bombeiros seriam vacinados.

"Senão acontecer assim, os bombeiros terão que tomar uma atitude pública", avisa.

"Nós não somos de greves. Nunca viramos as costas aos portugueses em situação nenhuma, mas temos que publicamente, de uma forma que estudaremos, sem pôr em causa a resposta ao socorro dentro daquilo que são as nossas missões, mas iremos tomar atitudes pública para chamar a atenção dos portugueses pela forma como estamos a ser tratados pelo Ministério da Saúde", salientou.

Marta Soares acusou a ministra da Saúde, Marta Temido, de ser "autista" por demorar "três meses" a responder aos pedidos dos bombeiros para serem vacinados contra a gripe sazonal.

"Posso dizer neste momento que a senhora ministra da Saúde é uma autista. Com todo o respeito pelos autistas. Não responde [aos bombeiros]. Ainda esta semana recebi uma resposta, com três meses de atraso, não em relação à vacinação da covid-19, mas em relação à vacinação da gripe, quando soubemos que tinham sobrado muitas vacinas da gripe", explicou Marta Soares.

"Respondeu-me três meses depois. Lamentável. Vergonhoso", classifica, acrescentando que a Liga dos Bombeiros também ainda não recebeu resposta de "dezenas de e-mails" enviados à ministra da Saúde.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.009.991 mortos resultantes de mais de 93,8 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 8.543 pessoas dos 528.469 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório