Meteorologia

  • 22 OUTUBRO 2021
Tempo
22º
MIN 15º MÁX 23º

Edição

Reguengos oferece vales de compras a quem está na "linha da frente"

A Câmara de Reguengos de Monsaraz (Évora) decidiu hoje oferecer um vale de compras, no valor de 30 euros, a cada profissional da "linha da frente" no combate à covid-19 que resida ou trabalhe no concelho.

Reguengos oferece vales de compras a quem está na "linha da frente"

O município, em comunicado enviado à agência Lusa, explicou que esta oferta, aprovada na reunião camarária realizada hoje, pode ser utilizada "em compras no comércio local".

Ao abrigo desta medida, segundo a autarquia, deverão ser "atribuídos mais de 1.000 vales de compras aos profissionais" de diversos setores de atividade, como os da saúde e farmácias, GNR, PSP e restantes corpos policiais.

Estão igualmente abrangidos profissionais dos três ramos das Forças Armadas Portuguesas, da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários, da Proteção Civil Municipal, do Agrupamento de Escolas, das instituições particulares de solidariedade social e de outras entidades de apoio aos mais desfavorecidos.

"Os vales terão de ser convertidos em compras até 30 de junho de 2021, no comércio e prestadores de serviços locais do concelho de Reguengos de Monsaraz aderentes à campanha 'Mais Comércio Local'", indicou a câmara.

Além disso, também no âmbito desta medida de dinamização e apoio ao tecido económico local, vão ser atribuídos vales de compras para ajudar os beneficiários do Cartão Social do Munícipe.

"Estas medidas de apoio extraordinário para o relançamento económico e social do concelho são fundamentais para ajudar as pessoas, as empresas e os empresários que mais têm sofrido com as restrições impostas pela pandemia", justificou o presidente do município, José Calixto.

O autarca considerou ainda "fundamental enaltecer e agradecer aos profissionais da 'linha da frente'" do combate ao coronavírus SARS-CoV-2 "por todo o trabalho e profissionalismo demonstrado durante a sua atividade".

Estes apoios, é referido, são "igualmente um reconhecimento a quem tem estado a cuidar de todos, com muita coragem e determinação".

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.791.033 mortos resultantes de mais de 81,9 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 6.830 pessoas dos 406.051 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Leia Também: Reguengos oferece entrega de refeições em táxis no início do novo ano

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório