Meteorologia

  • 08 DEZEMBRO 2021
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 15º

Edição

Homem de 87 anos é a primeira vítima mortal de surto num lar de Mora

Um homem de 87 anos é a primeira vítima mortal do surto de covid-19 num lar da vila de Cabeção, no concelho alentejano de Mora, que já infetou 51 pessoas, disse hoje à Lusa o presidente do município.

Homem de 87 anos é a primeira vítima mortal de surto num lar de Mora
Notícias ao Minuto

18:59 - 19/12/20 por Lusa

País Covid-19

O idoso, utente do Lar da Associação de Cabeção de Solidariedade aos Trabalhadores Idosos (ACSTI), morreu no Hospital do Espírito Santo de Évora, onde estava internado, precisou Luís Simão, presidente da Câmara de Mora, no distrito de Évora.

Segundo o autarca, o surto no Lar da ACSTI, que foi detetado no início da semana, já infetou 30 utentes, um dos quais morreu, quatro estão internados no hospital de Évora e os restantes no lar, e 21 funcionários, que estão todos em casa.

Os 29 utentes do lar que não estão infetados estão a ser transferidos hoje para a Zona de Concentração e Apoio à População (ZCAP) - Alojamento Sanitário Covid-19 instalada no Pavilhão Municipal de Exposições do Parque de Feiras de Mora.

Luís Simão disse que a Câmara de Mora contratou, a uma empresa de prestação de serviços, uma equipa de auxiliares de geriatria para tratar dos 29 utentes do lar enquanto estiveram alojados na ZCAP.

As primeiras infeções pelo vírus que provoca a doença covid-19 no lar foram confirmadas em cinco funcionários e dois utentes no início desta semana, quando foi feita uma primeira testagem a cerca de 25 pessoas.

Entretanto, outros dois utentes foram para o hospital de Évora, onde fizeram testes, que deram resultado positivo, e ficaram internados, acrescentou.

Na quinta-feira, a autoridade de saúde pública fez testes a todos os restantes utentes e funcionários do lar e os resultados conhecidos na sexta-feira permitiram confirmar mais casos positivos, elevando para 51 o número total de infeções.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.675.362 mortos resultantes de mais de 75,6 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo o mais recente balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 6.063 pessoas dos 370.787 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

;
Campo obrigatório