Meteorologia

  • 21 OUTUBRO 2020
Tempo
15º
MIN 13º MÁX 19º

Edição

Fechou o carro com as chaves no interior. Agente foi ajuda preciosa

Aida R. ia ao supermercado quando tudo aconteceu. "Agente Brazão de pronto se voluntariou para me ajudar, sendo incansável até conseguir resolver-me a situação", descreve.

Fechou o carro com as chaves no interior. Agente foi ajuda preciosa

Aida R. escreveu uma nota de agradecimento a um agente da Polícia de Segurança Pública que a força de segurança, através do Facebook do Comando Metropolitano de Lisboa fez questão de partilhar. A cidadã ficou numa situação complicada quando, ao ir às compras, fechou o carro com as chaves no interior. O agente Brazão foi uma ajuda precisosa

Na mensagem, esta quarta-feira partilhada na rede social - e enviada para a Divisão Policial da Amadora, Aida começa por explicar que quer "fazer um agradecimento, reconhecimento e louvar a Polícia de Segurança Pública, na pessoa do Agente João Brazão a prestar serviço na 60ª Esq.ª (São Brás)."

De seguida, conta o sucedido: "Preparava-me para fazer compras num supermercado em São Brás, quando, por lapso, fechei o porta bagagens do carro, deixando as chaves do veículo dentro do mesmo". O veículo "ficou com as portas todas fechadas, tendo eu ficado do lado fora do carro sem hipótese de o abrir".

Então, a cidadã dirigiu-se ao interior da superfície comercial e pediu ajuda a um funcionário. Este encaminhou-a "para um dos dois agentes de autoridade a fazer serviço no local". "O Agente Brazão de pronto se voluntariou para me ajudar, sendo incansável até conseguir resolver-me a situação. De referir que estavam acima de 30 graus de temperatura, e o agente não tinha qualquer obrigação de me prestar auxílio naquela situação (provocada pela minha distração)", faz ainda questão de sublinhar Aida R. 

A mulher continua, acrescentando que, "nos tempos presentes", considera ser de "maior importância ressalvar as situações positivas e verdadeiramente louváveis", destacando que "há muito bons polícias/profissionais na Polícia de Segurança Pública".

"Tive a oportunidade de comprovar que o Agente Brazão superou as suas obrigações profissionais, junto da população civil, deixando sobressair o seu lado humano e solidário, uma vez que me encontrava bastante nervosa", apontou ainda. 

Além de um "bem-haja" e de um "profundo agradecimento a este Agente (e a todos com o mesmo espírito de missão)", Aida deixa um "desejo de sucesso na sua vida profissional e pessoal". "Deus o abençoe!"

Leia Também: Cidadã homenageia PSP por ter sido o "ombro amigo" de mulher em Sintra

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório