Meteorologia

  • 22 OUTUBRO 2020
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 19º

Edição

Marcelo elogia "liderança corajosa" da UE e pede que "não esmoreça"

O Presidente da República considerou hoje que Portugal tem "uma oportunidade única" de recuperação económica com financiamento europeu porque a União Europeia está num "novo ciclo", com uma "liderança corajosa e determinada".

Marcelo elogia "liderança corajosa" da UE e pede que "não esmoreça"

"É preciso que a Europa não esmoreça neste seu ciclo nascente. Isto é, que a Europa seja diferente do que foi vezes de mais no passado. E que aquilo que se esperaria para 2020 chegue em 2020, atrasado, mas em 2020. E aquilo que se esperaria para 2021, 2022 e depois, anos após anos, com exigências rigorosas de cumprimento, seja disponibilizado atempadamente", apelou o chefe de Estado, no Centro Cultural de Belém, em Lisboa.

Marcelo Rebelo de Sousa, que na próxima terça-feira terá a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, como convidada na reunião do Conselho de Estado, acrescentou: "Isto implica instituições europeias com uma capacidade de decisão e um tempo de decisão excecional, a que nós teremos de corresponder. E nisso estamos todos de acordo".

O Presidente da República falava no encerramento de uma iniciativa da Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP), a propósito da estratégia de recuperação económica do país com recurso a financiamento europeu, que apontou como "uma oportunidade única", que "seria imperdoável" perder-se.

"Fosse esta oportunidade vivida num ciclo terminal e não num ciclo nascente, com uma liderança corajosa e determinada, fosse ele vivido sem essa liderança corajosa e determinada - e nela englobo algumas lideranças nacionais também - e nós não teríamos esta oportunidade. Não haveria esta oportunidade", sustentou.

Segundo o chefe de Estado, é preciso "explicar bem" aos portugueses que se está perante "uma oportunidade singular".

"Isso implica, entre outras coisas, explicar que a estratégia global é mais do que um plano, é uma visão global, que integra vários planos de intervenção, com vários tipos de financiamento europeu e nacional. Porque, se não, estaremos, de cada vez que tivermos de apresentar uma das componentes da visão global, a desorientar os portugueses", aconselhou.

Marcelo Rebelo de Sousa decidiu comparecer presencialmente nesta sessão de apresentação do documento "Ambição Agro 2020-30", em que estava previsto discursar por videoconferência.

Na sua intervenção, que durou meia hora, o Presidente da República reiterou ainda a mensagem de que Portugal deve reforçar a sua "fraca coesão social", considerando o país se tem desenvolvido "a várias velocidades" e que a pandemia veio acentuar um "dualismo etário".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório