Meteorologia

  • 27 OUTUBRO 2020
Tempo
19º
MIN 11º MÁX 19º

Edição

Relações entre Lisboa e Bissau são excelentes, "mas sem intromissão"

O ministro dos Negócios Estrangeiros português, Augusto Santos Silva, disse hoje, em entrevista à Lusa, que a relação com a Guiné-Bissau é "excelente" e que Portugal acompanha o país, "mas sem intromissão".

Relações entre Lisboa e Bissau são excelentes, "mas sem intromissão"

"Entre os dois países as relações são excelentes. Portugal tem acompanhado a evolução na Guiné-Bissau com a atenção que um amigo merece, mas sem a intromissão", afirmou Augusto Santos Silva.

"A evolução interna da Guiné-Bissau aos guineenses pertence. Nós seguimos com atenção, mas sem nenhuma intromissão", insistiu o chefe da diplomacia.

Sobre o processo político e eleitoral - a Guiné-Bissau realizou eleições legislativas e presidenciais em 2019 -, Augusto Santos Silva disse que a única participação de Portugal foi "muito indireta", a pedido das autoridades guineenses, com a impressão dos boletins de voto.

"Também participámos nas observações eleitorais feitas por organizações multilaterais, incluindo na CPLP (Comunidade dos Países de Língua Portuguesa), que aliás em ambos os casos testemunharam a transparência das eleições e a adesão massiva", disse.

"A partir daí o Presidente foi eleito, o Supremo Tribunal finalizou o processo de análise de pendências que ainda tinha, e quanto ao Governo formou-se, designado pelo Presidente, e viu o seu programa aprovado na Assembleia Nacional", afirmou.

Para Augusto Santos Silva, "todos os requisitos constitucionais estão cumpridos".

"A partir daí nós trabalhamos com as autoridades que os guineenses livremente escolham, qualquer que seja o Presidente, qualquer que seja o Governo, nós sempre dizemos que seja um Presidente ou Governo de um país de língua portuguesa são nossos amigos", afirmou.

A Guiné-Bissau viveu um momento de grande tensão política no início do ano, depois de o candidato que disputou a segunda volta das eleições presidenciais com o atual Presidente ter apresentado um recurso de contencioso eleitoral.

O Supremo Tribunal de Justiça considerou que o recurso apresentado era extemporâneo, confirmando assim os resultados anunciados pela Comissão Nacional de Eleições.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório