Meteorologia

  • 17 ABRIL 2021
Tempo
23º
MIN 12º MÁX 24º

Edição

Doentes em domicílio vão poder fazer auto-reporte da evolução da doença

Os doentes de covid-19 que estão em casa a recuperar vão poder reportar ao médico ou enfermeiro a evolução do seu estado, aliviando a pressão sobre os profissionais de saúde, anunciou hoje o Governo.

Doentes em domicílio vão poder fazer auto-reporte da evolução da doença
Notícias ao Minuto

15:59 - 31/08/20 por Lusa

País Vírus

Será hoje publicada uma atualização de uma norma da Direção-Geral da Saúde (DGS) que, "entre outras coisas, permitirá aos doentes a recuperar ao domicílio fazer auto-reporte", afirmou o secretário de estado da Saúde, António Lacerda Sales, durante a conferência de imprensa da DGS de balanço sobre a evolução da pandemia de covid-19.

A diretora-geral da Saúde acrescentou que a medida se destina apenas aos doentes que cumpram um conjunto de condições: "A primeira condição é o seu quadro clínico ser estável", sublinhou Graça Freitas, acrescentado que têm de ter menos de 60 anos e ter capacidade de utilizar ferramentas tecnológicas.

Ou seja, as equipas de saúde fazem uma triagem prévia dos doentes que estão em casa e decidem quem está em condições para poder fazer em auto-reporte.

Uma pessoa que cumpra os vários requisitos previstos na norma pode ir à plataforma TraceCovid reportar os seus sintomas ou falta deles: "Se está bem, se tem tosse se tem febre, se melhorou ou piorou", explicou Graça Freitas.

A partir desse reporte, as equipas de saúde verificam se é necessário outro tipo de intervenção. Sendo que dar os resultados dos testes assim como dar alta ao doente continua a ser uma tarefa dos profissionais de saúde.

O secretário de estado explicou que esta alteração "vai aliviar a pressão sobre os profissionais de saúde, nomeadamente médicos de família, o que lhes permitirá direcionar o tempo disponível para outras atividades igualmente relevantes, não decorando o caráter primordial desta tarefa".

Durante a conferência de imprensa, o secretário de estado recordou ainda a evolução do combate à pandemia de covid-19 desde março deste ano, sublinhando que em agosto foram ultrapassados os dois milhões de testes.

Diariamente, durante este mês, realizou-se uma média de 13.700 testes, segundo números avançados por António Lacerda Sales.

Três mortos e 244 novas infeções associadas à covid-19 foram registados nas últimas 24 horas em Portugal, estando agora contabilizados 58.012 casos desde o início da pandemia, segundo o boletim epidemiológico da DGS hoje divulgado.

O número de vítimas mortais da pandemia em Portugal é hoje de 1.822, tendo sido dados como recuperados 41.961 doentes (mais 76).

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório