Meteorologia

  • 25 OUTUBRO 2020
Tempo
18º
MIN 14º MÁX 19º

Edição

Três detidos em Lisboa por burlas com recurso ao MB Way

Esta é, de acordo com as autoridades, uma prática cada vez mais comum.

Três detidos em Lisboa por burlas com recurso ao MB Way

Três homens, com 30, 46 e 52 anos de idade, foram detidos pela PSP de Lisboa por serem suspeitos da prática do crime de burlas com recurso à aplicação MBWAY.

Os agentes da PSP avistaram os três indivíduos, suspeitos de praticarem burlas com recurso à aplicação MBWAY para comprarem bens, habitualmente tabaco, com recurso à tecnologia QR CODE.

Refere a nota enviada às redações que os polícias fiscalizaram os suspeitos bem como o carro em que estes seguiam e foi "de imediato apreendido um equipamento telefónico" que estava na sua posse. A aplicação MBWAY estava, aliás, aberta e "era visível a imagem de marca de uma entidade bancária, sem que qualquer um dos suspeitos tivesse alguma conta associada".

Ainda de acordo com a PSP, foram localizadas no carro as embalagens de cartões de telemóvel de diferentes operadoras de comunicações móveis, diversos maços de tabaco de diferentes marcas, mensagens com códigos de acesso e de emparelhamento de contas bancárias a números/cartões de telefone e ainda um "rol de matéria probatória diversa".

Perante os factos, "os polícias não tiveram dúvidas que os agora detidos pudessem estar na posse de informações bancárias de terceiros e que estariam a utilizar as mesmas para efetuarem compras através da aplicação MBWAY". Este é, como defende a PSP, um modus operandi cada vez mais recorrente.

Durante as diligências, os agentes localizaram uma vítima já de idade avançada e que reside no Norte do país. Nesse dia, indica a força de segurança, a vítima foi contactada pelos suspeitos por ter um artigo à venda numa plataforma digital. Acabou por ser burlada numa quantia monetária superior a 900 euros e, quando os visados foram detidos, já tinham gasto o dinheiro em compras.

Foi ainda identificada uma outra vítima, residente na zona centro do país. Depois de ter publicado um anúncio de venda numa plataforma online para o efeito, foi contactada pelos suspeitos. Duas horas depois de ter sido burlada (sem se aperceber), esta vítima foi contactada pelas autoridades e percebeu que tinham sido gastos da sua conta 90 euros.

Acredita a PSP, neste contexto, que "o modus operandi destes detidos passa por ludibriar vítimas que possuem anúncios de vendas de artigos em plataformas online fazenda-as acreditar que, para receberem o dinheiro da venda, se deverão dirigir a caixas multibanco onde, mediante o fornecimento de instruções passo a passo, fazem com que lhes sejam fornecidos os códigos que permitem emparelhar as contas bancárias das vítimas com um número de telemóvel que se encontra na posse dos suspeitos, ficando estes com acesso às contas bancárias, através da aplicação MBWAY".

Os três detidos foram presentes a primeiro interrogatório judicial no Tribunal da Comarca de Lisboa Norte – Loures e ficaram sobre Termo de Identidade e Residência.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório