Meteorologia

  • 03 AGOSTO 2020
Tempo
21º
MIN 17º MÁX 28º

Edição

DGS confirma 42 casos positivos em surto no Carregado

António Lacerda Sales, secretário de Estado da Saúde, Graça Freitas, diretora-geral da Saúde e Luís Goes Pinheiro, presidente dos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde, falaram esta segunda-feira ao país sobre os mais recentes desenvolvimentos da pandemia no país.

DGS confirma 42 casos positivos em surto no Carregado

Na conferência de imprensa de atualização sobre a evolução da pandemia de Covid-19 no país, que teve início momentos após a divulgação do boletim epidemiológico diário - que reportou mais 306 casos confirmados e dois mortos associados ao coronavírus - o secretário de Estado da Saúde começou por anunciar que 96,7% dos casos ativos no país encontram-se a recuperar em casa e que 3,3% dos infetados ativos estão internados.

Sobre a situação nos lares, António Lacerda Sales esclareceu que 5,5% - 153 destas unidades no país - identificaram casos positivos entre os seus funcionários ou utentes. “Não desistimos de proteger sempre os mais velhos”, vincou perante estes dados.

O governante aproveitou também para destacar que o Serviço Nacional de Saúde (SNS) tem sido reforçado desde o início da pandemia, em março, até hoje, revelando que houve um acréscimo de cerca de "3.900 profissionais de saúde" nos hospitais portugueses. E, adiantou, podem vir a ser feitas mais contratações "em função das necessidades que trouxerem o inverno ou o verão".

António Lacerda Sales aproveitou também para reafirmar que "este vírus não só não tira férias, como a sua propagação não anda ao sabor das estações do ano. No entanto, temos sempre de adequar as nossas respostas (...) às condições meteorológicas do momento, e se temos falado muito no inverno (..) também não podemos vacilar nos cuidados a ter face às temperaturas elevadas que se fazem sentir e vão continuar ao longo desta semana".

Do surto do Carregado ao do IPO de Lisboa

Questionado pelos jornalistas sobre o surto de Covid-19 numa fábrica no Carregado, a diretora-geral da Saúde Graça Freitas tomou a palavra e confirmou que existem, neste momento, 42 pessoas infetadas na sequência deste foco, sendo que 170 ainda aguardam os resultados laboratoriais. Ainda sobre a situação, a responsável garantiu que as autoridades estão a avaliar as circunstâncias do surto e que todos os mecanismos de controlo para conter o foco estão a ser aplicados naquela localidade.

Quanto ao surto no Hospital de São José, Graça Freitas esclareceu que das 39 pessoas internadas, sete testaram positivo e foram transferidas para o Hospital Curry Cabral. Há ainda 29 profissionais de saúde isolados, sendo que já foram testados 130. No que diz respeito ao foco da Covid-19 no IPO de Lisboa, a diretora-geral da Saúde garantiu que "a situação está completamente controlável" e que o surto só não foi ainda dado como extinto por uma questão de tempo. 

“Só com transparência e rigor conseguiremos vencer as sucessivas batalhas"

Dirigindo-se ao país, Lacerda Sales quis também reforçar que "a pedido da DGS, os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS) encontram-se a fazer uma intervenção profunda sobre os sistemas de recolha e tratamentos de dados epidemiológicos”.

Esta atuação, explicou o governante, tem como o objetivo reduzir "tarefas manuais" e diminuir a "possibilidade de ocorrência de erros". “Só com transparência e rigor conseguiremos vencer as sucessivas batalhas que este vírus nos vem colocando", sustentou. 

Luís Goes Pinheiro, presidente dos SPMS, também presente na conferência de imprensa, reafirmou de seguida o trabalho de "grande cooperação" com a DGS e avançou que está a ser promovida a integração dos vários sistemas usados para reportar os dados epidemiológicos no país. Assim, a “informação é extraída automaticamente”, evitando intervenções manuais que aumentam a probabilidade de erros.

Anunciando que esta ação encontra-se já em fase final, Goes Pinheiro revelou também que, “em paralelo, está a ser reforçada a infraestrutura tecnológica que serve de suporte ao SINAVE Med e ao SINAVE Lab". "O reforço irá seguramente ter efeitos positivos na experiência do utilizador”, acrescentou. 

Reveja aqui a conferência de hoje: 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório