Meteorologia

  • 15 AGOSTO 2020
Tempo
23º
MIN 16º MÁX 26º

Edição

Presidente da República lamenta morte de bombeiro de Miranda do Corvo

Incêndio na serra da Lousã fez ainda três feridos.

Presidente da República lamenta morte de bombeiro de Miranda do Corvo

"O Presidente Marcelo Rebelo de Sousa lamenta, com profunda consternação, a morte de um Bombeiro da corporação de Miranda do Corvo, que combatia, com a sua equipa, um incêndio na serra da Lousã", lê-se na nota de pesar publicada na noite deste sábado no site da Presidência. 

O Presidente da República sublinha a "triste notícia" que "representa uma perda profunda para quem tanto dá ao país".

"À família enlutada e ao Corpo de Bombeiros de Miranda do Corvo o Chefe de Estado envia as mais sentidas condolências", pode ler-se na nota. 

Marcelo informa ainda que já os Presidentes das Câmaras Municipais da Lousã e de Miranda do Corvo, assim como o Comandante dos Bombeiros Voluntários de Miranda do Corvo, "para conhecer o ponto de situação no terreno" e se inteirar do estado de saúde dos bombeiros feridos, "a quem deseja rápidas melhoras". 

O Governo e a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil também já lamentaram a morte do bombeiro no combate às chamas na serra da Lousã. 

O incêndio na encosta da serra da Lousã deflagrou pouco depois das 18 horas deste sábado, numa altura em que trovoadas secas potenciaram muitos focos em toda a região Norte e Centro. Para o teatro de operações na serra da Lousã foram mobilizados 250 operacionais e 70 veículos. O incêndio foi, entretanto, dado como dominado por volta das 21h00. No local decorrem ainda as operações de rescaldo e vigilância, faz ainda saber a ANEPC

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório