Meteorologia

  • 09 AGOSTO 2020
Tempo
20º
MIN 18º MÁX 28º

Edição

Bombeiro que morreu era chefe da equipa de Miranda do Corvo

Proteção Civil lamenta desfecho trágico no incêndio que deflagrou na serra da Lousã. Incêndio terá sido causada por uma trovoada seca.

Bombeiro que morreu era chefe da equipa de Miranda do Corvo

Em declarações ao Notícias ao Minuto, fonte oficial da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil disse que a vítima mortal resultante do incêndio que deflagrou na serra da Lousã este sábado era o chefe de uma equipa de Miranda do Corvo com cerca de 55 anos. "É uma situação que nos está a perturbar", sublinhou, lamentando o sucedido.

A mesma fonte disse que um outro elemento desta equipa sofreu queimaduras nas pernas, tendo já sido transportado para o hospital de Coimbra.

Os outros feridos - por inalação de fumos - são dois elementos de outra corporação, indicou, explicando que estas vítimas não inspiram cuidados. 

De acordo com a ANEPC, que hoje fez um aviso à população sobre o risco de incêndio no país, durante as zonas Norte e Centro foram atingidas por trovoadas secas que originaram "muitos incêndios", estando ainda a apurar-se o que se passou em concreto no incêndio da serra da Lousã. 

Pelas 22h50, o incêndio já estava em resolução. 

[Notícia em atualização

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório