Meteorologia

  • 27 FEVEREIRO 2021
Tempo
11º
MIN 11º MÁX 20º

Edição

Madeira sem novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas

A Madeira não registou nas últimas 24 horas novos casos de infeção por covid-19, mantendo um total de 95 casos notificados, dos quais 90 recuperados e cinco ativos, revelou hoje o Instituto de Administração da Saúde (IASAÚDE).

Madeira sem novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas

"Hoje não há novos casos positivos a reportar. No total, a região regista 95 casos confirmados de covid-19, dos quais 90 são casos recuperados e cinco são casos ativos", lê-se no boletim epidemiológico emitido hoje.

A entidade indica que os cinco casos ativos foram identificados no contexto das atividades de vigilância implementadas no Aeroporto da Madeira e que os viajantes permanecem em confinamento em unidade hoteleira ou residência própria, sem necessidade de cuidados hospitalares

Segundo a mesma fonte, 5.523 pessoas estão identificadas e acompanhadas pelas autoridades de saúde dos vários concelhos da região, agora com recurso a uma aplicação ('MadeiraSafetoDiscover'), das quais 2.520 estão em vigilância ativa.

No que respeita ao total de testes à covid-19 realizados na região, foram processadas 26.786 amostras.

No contexto da operação de rastreio de viajantes à entrada no Aeroporto da Madeira, há a reportar um total cumulativo de 2.962 colheitas para teste à covid-19 realizadas no local (até às 18:00 horas do dia de hoje).

"Até ao dia 06 de julho, foram contabilizadas na Região Autónoma da Madeira 1.550 notificações de casos suspeitos de covid-19, 1.457 das quais não se confirmaram", refere o IASAÚDE.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 538 mil mortos e infetou mais de 11,64 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.629 pessoas das 44.416 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório