Meteorologia

  • 05 JUNHO 2020
Tempo
25º
MIN 17º MÁX 25º

Edição

Acusado de usar meios da GNR para ferrar cavalo volta a julgamento

O Tribunal da Relação de Guimarães mandou repetir o julgamento do processo em que um militar da GNR de Terras de Bouro é acusado de peculato, por alegadamente ter usado os serviços da corporação para ferrar o seu cavalo.

Acusado de usar meios da GNR para ferrar cavalo volta a julgamento

Em nota hoje publicada na sua página, a Procuradoria-Geral Distrital do Porto refere que o arguido tinha sido absolvido, no Tribunal de Vila Verde, mas o Ministério Público recorreu.

A Relação determinou o reenvio parcial do processo para novo julgamento, "por força dos vícios de que enfermava a sentença" da primeira instância.

O arguido está acusado de ter, em 2010, no exercício de funções como comandante do Posto da GNR de Terras de Bouro, usado os serviços daquela força de segurança para ferrar o seu próprio cavalo.

O MP acusa-o da prática de um crime de peculato, em concurso aparente com a prática de um crime de abuso de poder.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório