Meteorologia

  • 03 MARçO 2021
Tempo
20º
MIN 9º MÁX 20º

Edição

DGS pede "prudência" e que não se abrande nos esforços contra a Covid-19

A Direção-Geral da Saúde e o Ministério da Saúde realizaram a conferência de imprensa diária relativa à evolução da pandemia de Covid-19 em Portugal.

DGS pede "prudência" e que não se abrande nos esforços contra a Covid-19

António Lacerda Sales assinalou, na conferência de imprensa da Direção-Geral da Saúde desta terça-feira, o Dia Mundial da Saúde - celebrado a 7 de abril - como um “marco na luta das nossas vidas, com o mundo a braços com a mais grave pandemia dos últimos 100 anos”.

O secretário de Estado da Saúde prestou, ainda, homenagem aos profissionais de saúde, realçando que o Serviço Nacional de Saúde "é um património que importa mais do que nunca preservar e reforçar”. 

E é esta valorização que tem sido levada a cabo pela tutela no âmbito da luta contra a pandemia de Covid-19. “Os conselhos de administração dos diferentes hospitais têm autonomia para fazer contratação direta". Neste momento, "já foram feitos mais de 1.400 contratos com profissionais de saúde de todas as áreas", adiantou. 

O governante lembrou ainda a morte da subdiretora-geral da Saúde, Catarina Sena. “Numa altura de perdas, a Direção-Geral de Saúde vê uma particularmente difícil. É uma perda que todos lamentamos e por isso deixo aqui as condolências à família, aos amigos e a todos os profissionais da DGS". 

Diogo Cruz, o subdiretor-geral da Saúde, marcou também presença na conferência de imprensa diária e começou por pedir "prudência" na análise dos dados relativos à evolução da pandemia de Covid-19 em Portugal. “Estamos numa fase de importante luta contra a pandemia. Não sabemos o que vai ser o dia de amanhã e vai aproximar-se a Páscoa, mas pedimos a todos que mantenham as medidas de contenção no seu domicílio. Sabemos que é difícil mas não abrandem nos esforços feitos até agora”. 

Questionado relativamente à falta de zaragatoas denunciada pelo autarca de Aveiro, o secretário de Estado da Saúde adiantou que "acompanha a preocupação do presidente da Câmara" e que vão ser entregues na zona Centro "10 mil testes, sendo que 2 mil se destinam a Aveiro". 

No que aos casos de Covid-19 entre os profissionais de saúde diz respeito, o secretário de Estado da Saúde referiu que há, até à data, 1.435 casos positivos, 370 dos quais são enfermeiros, 240 médicos e os restantes assistentes técnicos e operacionais.

Têm sido reportadas discrepâncias entre os dados oficiais e aqueles que são divulgados pelas autarquias. Confrontado com este facto, Diogo Cruz esclareceu que essa situação se deve ao local onde a pessoa mora e onde foi feito o teste para a Covid-19. Estas informações estão relacionadas com o Registo Nacional de Utentes e são depois ajustadas pelas autoridades de saúde. 

O subdiretor-geral da Saúde anunciou também novas normas para realização de testes nos lares de idosos. "É uma preocupação a situação dos lares", uma vez que se trata "de população de risco". Esta atualização das normas será divulgada a breve trecho na plataforma online das autoridades. 

Reveja aqui a conferência de imprensa: 

[Notícia em atualização]

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório