Meteorologia

  • 07 JUNHO 2020
Tempo
25º
MIN 17º MÁX 25º

Edição

AT tem 24 funcionários infetados mas maioria estava em teletrabalho

A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) tem 24 trabalhadores infetados com covid-19, mas "uma parte significativa" dos casos diagnosticados encontrava-se em teletrabalho, disse à Lusa a associação dos inspetores tributários, informação confirmada pelo Ministério das Finanças.

AT tem 24 funcionários infetados mas maioria estava em teletrabalho
Notícias ao Minuto

17:36 - 02/04/20 por Lusa

País Covid-19

De acordo com a informação facultada pela Associação dos Profissionais da Inspeção Tributária e Aduaneira (APIT), os casos positivos para o novo coronavírus foram registados no distrito do Porto, nomeadamente no Arquivo Histórico, Alfândega de Leixões, em dois serviços de finanças de Vila Nova de Gaia e no serviço de Finanças da Maia, na Direção de Finanças de Leiria e no serviço de Finanças de Castro Marim (distrito de Faro).

Estes casos correspondem à situação que os serviços fizeram chegar à Direção de Serviços de Gestão de Recursos Humanos da AT e que foi transmitida à generalidade dos trabalhadores na quarta-feira.

"Seguindo as orientações das autoridades de saúde, a AT tem vindo a proceder à desinfeção das instalações que foram utilizadas pelos trabalhadores diagnosticados", refere a mesma informação acrescentando que se encontram "totalmente encerrados" os serviços de Finanças (SF Gaia 1, SF Gaia 3 e SF Maia) cujos trabalhadores testaram positivo para a covid-19.

À Lusa, fonte oficial do Ministério das Finanças referiu que a AT tem vindo "regularmente a informar a generalidade dos trabalhadores sobre o número de casos positivos diagnosticados aos profissionais da instituição", precisando que "uma parte significativa dos casos diagnosticados já não se encontravam a trabalhar fisicamente nas instalações da AT, num quadro de promoção do trabalho remoto e de medidas de distanciamento social".

Dos cerca de 11.000 funcionários da AT, mais de 7.000 encontram-se a exercer as suas funções em regime de teletrabalho.

Perante o atual contexto de emergência nacional de contenção da infeção por covid-19, a AT tem vindo a promover e reforçar a resposta do atendimento não presencial através do Centro de Atendimento Telefónico e do e-balcão.

Num comunicado divulgado no final da semana passada, a APIT sublinhava a necessidade de ser eliminado o atendimento presencial em serviços da Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) localizados em zonas mais afetadas pela covid-19 e de reduzir as equipas/setores para "um máximo de 50% do efetivo, com uma rotatividade mínima de 15 dias (e nunca de apenas uma semana, ou, em dias alternados)".

Esta estrutura sindical, liderada por Nuno Barroso, considera ainda ser "impensável" que o plano de contingência, no caso dos serviços que mantêm presença efetiva de trabalhadores, não contemple esta rotatividade e separação e sublinha que não deve haver manutenção de trabalhadores em trabalho presencial quando o espaço é reduzido.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório