Meteorologia

  • 01 ABRIL 2020
Tempo
11º
MIN 7º MÁX 14º

Edição

Pais de Bragança preocupados com viagem a Roma. Associação esclarece

Encarregados de educação pretenderam obter explicações acerca da ida dos alunos a Itália numa altura em que o país tem centenas de casos do novo coronavírus.

Pais de Bragança preocupados com viagem a Roma. Associação esclarece

Pais e encarregados de educação da Escola Secundária Emídio Garcia, em Bragança, mostraram a sua preocupação pelo facto de algumas dezenas de alunos participarem numa visita de estudo à cidade de Roma, em Itália, o país europeu mais afetado pelo surto do novo coronavírus que teve início na região de Wuhan, na China.

A Rádio Bragantia avançou com as informações mas o Notícias ao Minuto foi também contactado por uma fonte que explicou que a viagem ocorreu na passada segunda-feira, altura em que o Covid-19 já era uma realidade em Itália. 

Em comunicado publicado no Facebook, a Associação de Pais do Agrupamento Emídio Garcia transmitiu as "informações mais atualizadas" que possui, tendo em conta que vários encarregados de educação "pretendem obter esclarecimentos" relativos à viagem de estudo. 

"Tanto quanto sabemos, esta viagem foi atempadamente organizada e autorizada por todos os encarregados de educação, assim como pelas autoridades nacionais", explica a Associação de Pais. Previamente à deslocação, acrescentam, "foi contactado o gabinete de emergência consular, que garantiu não haver qualquer restrição à deslocação para Roma"

É ainda garantido que os responsáveis no terreno estão "em permanente contacto com o gabinete de emergência, para avaliar qualquer alteração a estas orientações".

"As informações que temos dos docentes no terreno que acompanham estes jovens é que os mesmos têm tido o cuidado adicional de utilizarem máscaras e luvas em espaços públicos com muita gente, ainda que reportem serem os únicos a fazê-lo, por não existirem quaisquer medidas ou restrições ativas naquela região de Itália", é também explicado na mesma nota. 

Recorde-se que o número de mortos em Itália pelo novo coronavírus (Covid-19) subiu para 14 e o de pessoas infetadas até hoje é de 528, das quais 40 já estão curadas, informou hoje o responsável da Proteção civil italiana.

Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde (DGS) registou 25 casos suspeitos de infeção, sete dos quais ainda estavam em estudo na quarta-feira à noite. No primeiro boletim diário sobre a epidemia - método que passará a ser aplicado para veicular a informação -, divulgado na quarta-feira, a DGS indicou que, "de acordo com a informação atual, o risco para a saúde pública em Portugal é considerado moderado a elevado".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório