Meteorologia

  • 22 OUTUBRO 2020
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 19º

Edição

António Costa responde às preocupações dos estudantes de Bragança

A falta de emprego, racismo e discriminação, mobilidade na CPLP, vistos e acesso à saúde visual foram algumas das questões que os alunos do Instituto Politécnico de Bragança (IPB) colocaram hoje ao primeiro-ministro no âmbito da iniciativa "Governo Mais Próximo".

António Costa responde às preocupações dos estudantes de Bragança

Uma comitiva governamental, liderada por António Costa, participou esta tarde, em Bragança, num encontro com estudantes e investigadores do IPB.

A falta de emprego e de saídas profissionais foi um dos temas abordados pelos participantes e o chefe do Governo aproveitou para anunciar que, no Conselho de Ministros de quinta-feira, vai ser aprovado um conjunto de diplomas relacionado com a criação de emprego, precisamente nas regiões do Interior.

Um desses diplomas destina-se ao "emprego qualificado", especificou.

"Para além do emprego científico que foi criado nas universidades, nos politécnicos e centros de investigação, é muito importante criar emprego qualificado junto do tecido económico", referiu António Costa.

Um aluno cabo-verdiano trouxe ao debate o tema do racismo e discriminação e falou sobre o caso polémico de uma mulher que terá sido recentemente agredida por um polícia.

António Costa sublinhou que o IPB, onde estudam pessoas de 70 nacionalidades diferentes, "é a melhor escola que pode existir" para se aprender a conviver com pessoas de diferentes raças e culturas.

"Essa é a base da prevenção e do combate ao racismo e à xenofobia e não toleraremos quem quer discriminar em função de origem, da cor da pele, religião, qualquer tipo de discriminação é absolutamente intolerável", frisou.

Quanto ao caso em concreto, o primeiro-ministro lembrou que está "sob inquérito, investigação".

"Não podemos pegar num caso e generalizá-lo" e "não podemos viver em sociedades de estigmas" foram algumas das mensagens deixadas por António Costa.

Outra aluna de Cabo Verde falou sobre a dificuldade na obtenção de vistos e perguntou para quando a livre circulação no seio da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

"Eu espero que se torne uma realidade a partir da cimeira da CPLP que terá lugar este ano em Luanda (Angola)", sublinhou o chefe do Governo.

Costa disse ainda que se pretende ir "diminuindo a burocracia e as exigências relativamente às concessões de vistos".

"Temos feito isso para docentes, para investigadores, e fizemos, a partir deste ano, para estudantes do ensino superior", referiu.

A dificuldade de acesso à saúde visual foi outras das questões colocadas pelos estudantes.

O primeiro-ministro disse que a aposta é que, nas unidades de saúde familiar, haja cada mais acesso à saúde visual e elencou o rastreio às dificuldades de visão, que já está a ser feito nas escolas, e ainda a introdução do "vale óculos", para "tornar acessível a aquisição de próteses oculares".

Antes da sessão com os alunos, o chefe do executivo visitou o Centro de Investigação em Digitalização e Robótica e uma mostra de projetos de transferência tecnológica para empresas.

Nesta visita, António Costa esteve acompanhado pelo ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, do ministro do Planeamento, Nelson de Souza, o ministro da Ciência, da Tecnologia e do Ensino Superior, Manuel Heitor, a ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, e três secretários de Estado.

O executivo socialista está entre hoje e quinta-feira no distrito de Bragança, a dar o arranque da iniciativa "Governo mais próximo", que inclui visitas à região de ministros e secretários de Estado e uma reunião do Conselho de Ministros, "cuja agenda é maioritariamente dedicada à valorização do Interior".

Integram a CPLP Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório