Meteorologia

  • 28 MARçO 2020
Tempo
14º
MIN 9º MÁX 20º

Edição

Ministro da Defesa elogia aviões KC-390 negociados com a Embraer

O ministro da Defesa de Portugal elogiou hoje os aviões de transporte militar KC-390 Millenium, da Embraer, instantes depois de ter entrado, pela primeira vez, num protótipo da aeronave.

Ministro da Defesa elogia aviões KC-390 negociados com a Embraer

muito entusiasmante poder entrar agora num KC-390. Nós estamos aqui com uma postura de clientes, mas sobretudo com uma postura de parceiros", disse o ministro português na fábrica da Embraer, em Gavião Peixoto, a 300 quilómetros de São Paulo.

Portugal acordou em 2019 a compra à fabricante brasileira Embraer de cinco KC-390 Millenium, que irão substituir os Hérculos C-130, por um valor de 827 milhões de euros.

Os aparelhos contarão com componentes feitos em Portugal, nomeadamente nas unidades da Embraer em Portugal - as duas fábricas em Évora e a OGMA (Alverca) e o negócio inclui a aquisição de um simulador de voo e a manutenção das aeronaves nos primeiros 12 anos de vida.

Na visita hoje realizada à fábrica da empresa, Gomes Cravinho elogiou os aparelhos: "Tivemos a oportunidade de descobrir alguns aspetos mais evoluídos, mais inovadores desta aeronave".

Durante uma visita ao protótipo de testes do KC-390 Millennium na fábrica da Embraer em Gavião Peixoto, o ministro lembrou que se trata de uma aeronave multitarefas, ou seja, com funções que podem ser usadas em missões militares, transporte de emergência, combate de incêndios e missões de apoio em caso de desastres naturais, com benefícios para a força aérea militar portuguesa.

Questionado se o Governo português tem interesse em comprar outros aviões da Embraer, como o Super Tucano (caça de ataque leve também usado para treinamento de pilotos), Cravinho disse que não está na lei de programação militar portuguesa, mas admitiu abertura.

"Na nossa lei de programação militar esta tipologia não está prevista, mas é interessante conhecer os produtos. Não sou especialista da matéria, mas para mim é interessante conhecer um produto do qual os nossos oficiais da força aérea falam", explicou.

"Trata-se também de uma aeronave para formação de pilotos e, em Portugal, estamos a equacionar o desenvolvimento de uma escola de formação de pilotos com a iniciativa privada. Portanto, é possível que no futuro vejamos Super Tucanos em Portugal", completou o ministro da Defesa.

O primeiro destes aviões de carga e transporte do grupo brasileiro Embraer será entregue à Força Aérea Portuguesa (FAP) em fevereiro de 2023, seguindo-se mais um por cada

ano até fevereiro de 2027, no âmbito dos contratos.

A Embraer é fabricante e líder mundial de aeronaves comerciais com até 150 assentos e tem mais de 100 clientes em todo o mundo.

A empresa brasileira mantém unidades industriais, escritórios, centros de serviço e de distribuição de peças, entre outras atividades, nas Américas, África, Ásia e Europa.

Em Portugal, no Parque de Indústria Aeronáutica de Évora, funcionam duas fábricas da Embraer, sendo que a empresa também é acionista da OGMA - Indústria Aeronáutica de Portugal, com 65% do capital, em Alverca.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório