Meteorologia

  • 29 MARçO 2020
Tempo
18º
MIN 9º MÁX 19º

Edição

Transportes gratuitos geram crescimento de 27% de passageiros em Cascais

O número de passageiros de transportes públicos em Cascais aumentou 27% em janeiro, ultrapassando as 680 mil pessoas no primeiro município português com transportes públicos rodoviários gratuitos, anunciou hoje a câmara.

Transportes gratuitos geram crescimento de 27% de passageiros em Cascais
Notícias ao Minuto

19:39 - 06/02/20 por Lusa

Economia Cascais

"A adesão dos cidadãos tem sido muito significativa com um aumento de 27% de passageiros face ao período homólogo", anunciou hoje a Câmara de Cascais, no distrito de Lisboa, cifrando em 683.690 os passageiros transportados durante o mês de janeiro.

O aumento representa uma variação positiva de 144.562 passageiros face a janeiro de 2019, para a qual terá contribuído o facto de Cascais ser, desde o início do ano, "o primeiro município português com transportes públicos rodoviários gratuitos para quem viva, trabalhe ou estude no concelho", refere um comunicado da autarquia.

Cada passageiro contabilizado corresponde à realização de um percurso nos transportes do concelho.

Para a câmara, os números "comprovam a pertinência e sucesso da iniciativa" do município, que entende a mobilidade "não apenas como uma necessidade", mas como "um direito", pode ler-se no mesmo comunicado.

Convicta de que "cabe aos poderes públicos oferecer respostas", a autarquia de Cascais avançou com a gratuitidade dos transportes como "a primeira resposta" entre um conjunto de medidas visando melhorar a qualidade e a frequência dos transportes públicos, tornando-os "primeira escolha para todos os cidadãos", afirma o presidente, Carlos Carreiras, citado no comunicado.

De acordo com o município, várias carreiras conheceram "variações exponenciais de frequência de utilização", entre as quais, o "Buscas Nova SBE", com um acréscimo de 238%, o "Buscas Carcavelos", com um avanço de 184% ou a carreira 400, com um aumento de 57%.

A gratuidade dos transportes foi implementada em Cascais no início deste ano, prevendo-se inicialmente que vigorasse até ao final de janeiro para todas as pessoas e a partir dessa data apenas para residentes, trabalhadores e estudantes no concelho.

Porém, alegando "dificuldades técnicas motivadas pela procura deste benefício", a câmara entendeu alargar a gratuitidade a todos até ao final de março".

O objetivo é "acomodar o período de subscrição do cartão "Viver Cascais", gratuito para os residentes, trabalhadores e estudantes no concelho, tanto mais que os serviços Mobi Cascais "registaram até ao dia de hoje 16.028 pedidos de adesão", acrescenta o comunicado.

"É importante que os cidadãos saibam que têm tempo para pedir o seu cartão e que não vão ser privados de nenhuma viagem", salienta Carlos Carreiras.

A partir daí, estarão isentos todos os moradores, estudantes e trabalhadores que tenham feito o registo.

Há três semanas, em declarações à agência Lusa, o presidente da Câmara de Cascais adiantou que a autarquia estava a negociar com a CP - Comboios de Portugal o alargamento da gratuitidade aos transportes ferroviários dentro do concelho.

Carlos Carreiras referiu na ocasião que este alargamento representaria um investimento municipal de 500 mil euros.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório