Meteorologia

  • 29 NOVEMBRO 2021
Tempo
14º
MIN 10º MÁX 16º

Edição

Crianças com cancro em contentores? "Era uma vergonha para todo o país"

Pinto da Costa visitou as obras da ala pediátrica do São João na tarde desta segunda-feira.

Crianças com cancro em contentores? "Era uma vergonha para todo o país"

O presidente do Futebol Clube do Porto (FCP) visitou na tarde desta segunda-feira, dia 3, o serviço de oncologia pediátrico do Centro Hospitalar Universitário do São João, obra que terá um custo de 25 milhões de euros. 

"Realmente era constrangedor aquilo a que pude assistir aqui, ver crianças com a terrível doença do cancro instaladas em contentores, o que era uma vergonha para todo o país", disse o líder dos dragões em declarações aos jornalistas. 

Para Pinto da Costa, é "motivo para todos nos sentirmos envergonhados" que as crianças tenham passado dez anos nessas condições, "com tanta a gente a sofrer".

"Mas é passado, agora temos que olhar para o futuro. Abrem-se perspectivas de que essas crianças que tem a infelicidade de serem atingidas por essa doença puderem ter melhores condições", destacou. 

O FC Porto e o Centro Hospitalar Universitário de São João, sublinhe-se, vão "estudar" a possibilidade de pintar com motivos ligados ao clube uma parede da ala pediátrica, em construção após uma década a funcionar em contentores.

Durante a visita à ala pediátrica, o presidente do FC Porto disse aos jornalistas que o departamento de marketing do clube vai estudar essa hipótese, depois de desafiado pelo presidente do conselho de administração do hospital, Fernando Araújo.

"Terei muito orgulho em que fique ali [ala pediátrica] representado o clube. Os meninos ao verem ali representado o espírito do Dragão vão encontrar mais forças e acreditar que vão vencer", afirmou.

Além dos motivos ligados ao FC Porto, o líder portista gostaria de ver inscrito a frase 'Juntos Venceremos'.

Agradecendo a visita do líder desportivo, Fernando Araújo lembrou "todo o apoio e enorme abertura" que Pinto da Costa sempre demonstrou em prol deste projeto.

Falando num investimento "tão importante" para as crianças e famílias, o ex-secretário de Estado garantiu que o cronograma das obras mantém-se, devendo a obra estar finalizada no primeiro semestre de 2021.

Fernando Araújo recordou que a ala pediátrica é uma "ambição e necessidade antiga", congratulando-se com o avançar da obra.

A construção da ala pediátrica, que arrancou a 1 de outubro, está a cargo da empresa Casais - Engenharia e Construção, S. A., tendo o projeto sido elaborado pela empresa Aripa Arquitetos, num valor global superior a 25 milhões de euros.

A ala pediátrica, que ficará integrada no edifício principal, terá cinco pisos e mais dois subterrâneos e capacidade para 98 camas.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório