Meteorologia

  • 20 JUNHO 2021
Tempo
17º
MIN 15º MÁX 22º

Edição

Avião partiu de Beja para ir buscar europeus a Wuhan. Em que pé estamos?

O avião que vai fazer o repatriamento de cidadãos europeus desde Wuhan descolou às 10h06 do aeroporto de Beja. Até chegar a território chinês, o aparelho fará duas paragens, em Paris, França, e em Hanói, no Vietname.

Avião partiu de Beja para ir buscar europeus a Wuhan. Em que pé estamos?

O A380, o maior avião comercial do mundo, já partiu Aeroporto de Beja para ir buscar europeus a Wuhan, na China, onde teve origem o surto do novo coronavírus que já tirou a vida a 170 pessoas. A descolagem ocorreu pouco depois das 10 horas desta manhã.

Esta operação atraiu dezenas de curiosos às imediações do aeroporto de Beja para assitirem à partida do avião que vai tirar 350 pessoas de Wuhan.

"Está tudo preparado para a missão. Estamos prontos para ir e trazer as pessoas, portugueses incluídos", disse o comandante da companhia aérea portuguesa Hi Fly, esta quinta-feira aos jornalistas, no aeroporto de Beja.

Na terça-feira, foi anunciado que a UE iria enviar dois aviões durante esta semana à região chinesa de Wuhan para repatriar 250 franceses e outros 100 cidadãos europeus que o solicitassem, independentemente da nacionalidade

Quanto a portugueses que irão ser retirados da região, os números divergem. Fonte do executivo comunitário adiantou esta quarta-feira à agência Lusa que "17 portugueses" queriam abandonar a cidade chinesa, mas o Governo adiantou ao Notícias ao Minuto que são 15 - dos quais 14 residentes em Wuhan.

Além do território continental da China, foram reportados casos de infeção em Macau, Hong Kong, Taiwan, Tailândia, Japão, Coreia do Sul, Estados Unidos, Singapura, Vietname, Nepal, Malásia, Austrália, Canadá, Alemanha, França, Emirados Árabes Unidos e Finlândia.

Sublinhe-se que a Organização Mundial de Saúde (OMS) decidiu, também esta quarta-feira, voltar a convocar, na quinta-feira, o Comité de Emergência para determinar se o surto do novo coronavírus deve ser uma emergência de saúde pública internacional.

Também ontem, foi descoberto um 'supercontagiador' deste novo vírus. Pouco depois de a Comissão de Saúde chinesa ter anunciado que o novo coronavírus descoberto em Wuhan era transmissível por contacto humano, Zhong Nanshan, o seu cientista-chefe revelou que 14 pessoas tinham sido infetadas ao tratar um paciente

Já um estudo genético divulgado confirma que o novo coronavírus terá sido transmitido aos humanos através de um animal selvagem, ainda desconhecido, que foi infetado por morcegos.

Repercussões do Novo Coronavírus

Além do impacto na saúde das populações, o novo vírus já começou também a ter outros impactos, nomeadamente económicos. Depois de o McDonald's ter decidido fechar restaurantes, a empresa sueca Ikea anunciou esta quarta-feira que vai encerrar cerca de metade das suas 30 lojas na China continental, por tempo indeterminado, para ajudar a evitar a propagação do coronavírus.

Têm também circulado receios de que a produção de novos iPhones possa ser afetada pelo surto de coronavírus que está atualmente a impactar a área de Wuhan, onde a Apple tem alguns dos seus fornecedores. Em reação aos rumores, o CEO da Apple, Tim Cook, admitiu que a situação pode vir a mudar os planos e previsões da empresa.

Já a companhia aérea British Airways suspendeu, esta quarta-feira, os voos para a China após o número de casos de infeção de coronavírus no país ter ultrapassado o da epidemia da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS). Air France, Lufthansa, United Airlines e Swiss Airlines estão também entre as companhias que fecharam ou reduziram as rotas com destino à região. 

Os Campeonatos do Mundo de atletismo de pista coberta foram adiados por um ano, devido ao surto do novo coronavírus, com origem na China, anunciou ontem a federação internacional da modalidade World Athletics.

Recorde-se que os sintomas associados à infeção causada pelo coronavírus com o nome provisório de 2019-nCoV são mais intensos do que uma gripe e incluem febre, dor, mal-estar geral e dificuldades respiratórias, como falta de ar.

A Direção-Geral de Saúde (DGS) já deixou alguns conselhos que deve seguir para se manter protegido. Ao espirrar ou tossir deve tapar "o nariz e a boca com um lenço de papel ou com o antebraço".

Outro dos alertas vai no sentido da necessidade de lavar "frequentemente as mãos com água e sabão ou usar uma solução à base de álcool". Por fim, deve ainda evitar "contacto próximo com pessoas com infeção respiratória"

De qualquer modo, em caso de dúvida, deverá sempre ligar para a linha SNS 24 - pelo número 808 24 24 24. 

[Notícia atualizada às 10h09]

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório