Meteorologia

  • 26 FEVEREIRO 2020
Tempo
15º
MIN 9º MÁX 17º

Edição

Camiões estão "prontos" para trabalhos de recuperação de dique no Mondego

Cinco camiões já estão prontos para iniciar os trabalhos de recuperação do dique afetado no leito central do rio Mondego, estando apenas à espera que a estrada de acesso esteja transitável, anunciou hoje o Ministério do Ambiente.

Camiões estão "prontos" para trabalhos de recuperação de dique no Mondego
Notícias ao Minuto

14:31 - 26/12/19 por Lusa

País Ministério do Ambiente

Cinco camiões com terra e pedra estão "prontos" para os trabalhos de recuperação do dique que sofreu uma rutura no leito central do rio Mondego, disse hoje à agência Lusa fonte do Ministério do Ambiente e Ação Climática.

Segundo a mesma fonte, os camiões estão apenas à espera que a Estrada do Campo, paralela ao rio Mondego, esteja em condições, estando neste momento a retirar "material lenhoso" daquela via.

Fonte do Ministério do Ambiente e Ação Climática refere que os trabalhos de recuperação do dique afetado (há outra rutura no leito periférico direito) poderão começar ainda hoje, caso a estrada fique desimpedida.

Os camiões são de uma empresa privada, contratada pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA), para assegurar a obra de urgência.

Esta será a primeira fase de recuperação do dique, referiu a mesma fonte.

Os efeitos do mau tempo da semana passada, na sequência das depressões Elsa e Fabien, provocaram três mortos e deixaram 144 pessoas desalojadas, registando-se mais de 11.600 ocorrências, na maioria inundações e quedas de árvores.

O mau tempo levou também a condicionamentos na circulação rodoviária e ferroviária, danos na rede elétrica e a subida dos caudais de vários rios, provocando inundações em zonas ribeirinhas das regiões Norte e Centro, em particular no distrito de Coimbra.

No rio Mondego, a rutura de dois diques provocou cheias em Montemor-o-Velho, onde várias zonas foram evacuadas e uma grande área, incluindo muitas plantações, estradas e o Centro de Alto Rendimento, ficou submersa.

A situação começou a ter na segunda-feira os primeiros sinais positivos de melhoria e diminuição do grau de risco, segundo a Proteção Civil.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório