Meteorologia

  • 17 SETEMBRO 2019
Tempo
20º
MIN 17º MÁX 28º

Edição

Madeira. CDS garante que madeirenses "não querem mais maiorias absolutas"

O cabeça de lista do CDS-PP às eleições legislativas da Madeira, Rui Barreto, afirmou hoje que os madeirenses "não querem mais maiorias absolutas" e, por isso, "só têm uma hipótese", que é votar na candidatura centrista.

Madeira. CDS garante que madeirenses "não querem mais maiorias absolutas"
Notícias ao Minuto

21:30 - 13/09/19 por Lusa

País Madeira

"O CDS é uma mudança segura, uma mudança competente, uma mudança que, de facto, os madeirenses precisam. Sinto que o voto útil é no CDS e peço o voto no CDS", disse Rui Barreto num jantar comício que reuniu cerca de 200 militantes e simpatizantes na freguesia dos Canhas, concelho da Ponta do Sol, zona oeste da Madeira.

O candidato considera que o PSD, que governa a região autónoma há 43 anos sempre com maioria absoluta, transformou-se, na última legislatura, numa "mudança miragem", porque "ficou a meio da ponte" e "desapontou".

Por outro lado, o PS constituiu uma "mudança às cegas", pelo que "não interessa" à população, referiu.

"Em todos os concelhos onde tenho estado as pessoas dizem que não querem mais maiorias absolutas, porque isso é arrogância absoluta. Então só têm uma hipótese: é dar força ao CDS, é dar um voto no CDS, é um voto útil, é um voto que trava as maiorias absolutas, que trava a arrogância absoluta", declarou.

O cabeça de lista centrista e líder regional do partido focou, por outro lado, algumas propostas para "restruturar" o sistema regional de saúde, pois considera que o PSD "falhou" neste setor.

"Temos de investir para que nenhum madeirense passe mais de seis meses para realizar uma cirurgia urgente", disse. E reforçou: "Nós vamos investir 15 milhões de euros, que significarão mais 10 mil cirurgias durante quatro anos, para que aqueles que não têm resposta no setor público possam fazê-lo nas unidades privadas e também nos hospitais nacionais".

O CDS-PP é o maior partido da oposição madeirense, com sete deputados no parlamento regional.

As eleições legislativas regionais da Madeira decorrem em 22 de setembro, com 16 partidos e uma coligação a disputar os 47 lugares no parlamento regional.

PDR, CHEGA, PNR, BE, PS, PAN, Aliança, Partido da Terra-MPT, PCTP/MRPP, PPD/PSD, Iniciativa Liberal, PTP, PURP, CDS-PP, CDU (PCP/PEV), JPP e RIR são as 17 candidaturas validadas para estas eleições, com um círculo único.

Nas regionais de 2015, os sociais-democratas seguraram a maioria absoluta - com que sempre governaram a Madeira - por um deputado, com 24 dos 47 parlamentares.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório