Meteorologia

  • 23 JULHO 2019
Tempo
19º
MIN 17º MÁX 20º

Edição

Morreu Agustina Bessa-Luís. Tinha 96 anos

A conceituada escritora portuguesa morreu vítima de doença prolongada. O Governo decretou um dia de luto nacional - que será assinalado esta terça-feira (dia 4) - em homenagem a Agustina Bessa-Luís, a escritora que se dizia mais conhecida do que lida.

Morreu Agustina Bessa-Luís. Tinha 96 anos

A escritora portuguesa Agustina Bessa-Luís morreu esta segunda-feira. A informação foi avançada pela a biógrafa não-autorizada da autora, Isabel Rio Novo, à rádio TSF.

Segundo a mesma fonte, a escritora morreu na sua casa, no Porto, na sequência de doença prolongada. Após o lançamento de 'A ronda da noite',  em 2006, a escritora afastou-se da produção literária.

Agustina Bessa-Luís era o nome literário de Maria Agustina Ferreira Teixeira Bessa. Nasceu em Vila Meã, Amarante, a 15 de outubro de 1922 e desde muito cedo se interessou pela literatura, graças ao seu avô materno que tinha alguns dos maiores clássicos literários na sua biblioteca.

Um dos maiores nomes da literatura nacional, Agustina Bessa-Luís publicou dezenas de livros, visitando ao longo da sua carreira diferentes géneros literários, como romances, contos, peças teatrais, livros infantis e até crónicas.

Entre 1990 e 1993 foi, inclusive, diretora do Teatro Nacional D. Maria II em Lisboa.

Devido à sua vasta obra e à importância que a mesma imprimiu à literatura nacional, Agustina foi agraciada com inúmeros prémios, como o Prémio Eça de Queirós (1954), Prémio Nacional de Novelística (1967), Prémio D. Diniz (1981) Grande Prémio Romance e Novela (1983 e 2001), Prémio Camões (2004).

Foi igualmente distinguida com a Ordem de Santiago da Espada (1980) e Officier de l'Ordre des Arts e des Lettres, atribuído pelo governo francês (1989).

Um dia de luto nacional em homenagem a Agustina

O Presidente da República foi dos primeiros a deixar uma sentida palavra pelo óbito da escritora. Segui-se, o primeiro-ministro, o presidente da Assembleia da República, a ministra da Cultura, os partidos politicos e várias personalidades da escrita e literatura portuguesas, bem como alguns famosos.

Amanhã foi decretado um dia de luto nacional pelo desaparecimento de Agustina, a escritora que dizia ser mais conhecida do que lida.

Funeral de Agustina sai amanhã da Sé Catedral do Porto

A cerimónia fúnebre da escritora Agustina Bessa-Luís decorrerá esta  terça-feira, na Sé Catedral do Porto, seguindo depois para o cemitério do Peso da Régua, Vila Real, revelou o Círculo Literário Agustina Bessa-Luís.

Em comunicado, a direção explica que o corpo da escritora ficará em câmara ardente na Sé Catedral do Porto, a partir das 10h30 de terça-feira. Às 16h00 "serão celebradas exéquias solenes", presididas pelo bispo do Porto.

"Finda a cerimónia religiosa, o corpo seguirá para o Cemitério do Peso da Régua, onde será sepultado na intimidade da família", refere o Círculo Literário Agustina Bessa-Luís.

[Notícia atualizada às 17h07]

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório