Meteorologia

  • 19 ABRIL 2019
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 14º

Edição

Dois tripulantes do avião que aterrou de emergência levados para hospital

Tripulantes foram assistidos após a aterragem no aeroporto de Beja, onde, à sua espera, estavam os meios de socorro.

Dois tripulantes do avião que aterrou de emergência levados para hospital

Dois dos seis tripulantes do avião que este domingo declarou emergência, ao início da tarde, foram transportados para o hospital de Beja pelo INEM, disse ao Notícias ao Minuto fonte do Comando Distrital de Operações e Socorro de Beja.

A mesma fonte acrescentou que os seis tripulantes foram assistidos no local, onde os aguardavam os meios de socorro.

Os dois tripulantes (um britânico, de 54 anos,  e um cidadão do Cazaquistão, de 37 anos) transportados para o hospital, dois homens, apresentavam um quadro clínico de ansiedade, frisou a mesma fonte, salientando que fisicamente todos se encontram bem.

O ministro da Defesa já reagiu ao incidente realçando a aterragem em segurança no aeroporto de Beja de um avião "com os instrumentos de navegação avariados", salientando que, além dos F-16 que o acompanharam, outros dois e a Marinha estavam em prontidão.

"Dois F-16 da Força Aérea Portuguesa conseguiram fazer aterrar em segurança no aeroporto de Beja um Embraer com os instrumentos de navegação avariados. Outros dois F-16 estavam em prontidão, bem como a Marinha para o caso de aterragem de emergência no mar", escreveu João Gomes Cravinho, numa publicação na rede social Twitter.

O avião da Air Astana, que descolou de Alverca às 13:21 e que declarou emergência, esteve algum tempo a sobrevoar a região a norte de Lisboa e o Alentejo, numa trajetória irregular, antes de ter sido tomada a decisão de o Embraer da companhia do Cazaquistão aterrar no aeroporto de Beja, o que aconteceu às 15:28, à terceira tentativa.

De acordo com uma informação transmitida à Lusa antes, o avião transportava apenas a tripulação, composta por seis pessoas. Uma fonte aeronáutica já tinha avançado à Lusa que o avião tinha sofrido uma "falha crítica nos sistemas de navegação e de controlo de voo".

O voo KZR 1388 descolou de Alverca às 13:21 e tinha como destino Minsk, capital da Bielorrúsia. Segundo a mesma fonte, o avião esteve a fazer manutenção nas oficinas da OGMA -- Indústria Aeronáutica de Portugal.

Durante a emergência, as autoridades chegaram a equacionar a possibilidade de a aeronave fazer uma amaragem no rio Tejo, mas as condições atmosféricas não o permitiram. A mesma fonte disse à Lusa que o piloto foi recuperando com o tempo alguns dos instrumentos que tinham avariado, o que lhe permitiu aterrar em Beja.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório