Meteorologia

  • 11 DEZEMBRO 2018
Tempo
10º
MIN 8º MÁX 12º

Edição

"A última vez que vi o Iuri ele abraçou-me a chorar"

A mãe de Iuri Mata, o jovem que é suspeito de ter assassinado Amélia Fialho em conjunto com a esposa Diana Fialho, voltou a falar às televisões. Desta vez recordou a última vez em que esteve com o filho.

"A última vez que vi o Iuri ele abraçou-me a chorar"
Notícias ao Minuto

15:14 - 10/09/18 por Patrícia Martins Carvalho 

País Homicídio

A relação entre Iuri e a mãe, Orlanda, mudou quando o filho começou a namorar com Diana. Mas Orlanda jamais esperou que o filho fosse cúmplice num homicídio, em especial, num crime com contornos tão macabros.

Em declarações à TVI, a mãe de Iuri recordou a última vez que esteve pessoalmente com o filho.

“Naquele dia ele agarrou-se a mim a chorar, a gritar… eu senti que era um pedido de socorro. Perguntei o que se passava, mas ele silenciou-se”, recorda com a voz embargada pela dor que diz “não desejar ao pior inimigo”.

Orlanda voltou a referir, como já havia dito em entrevista à SIC, que quando Iuri lhe ligou, a partir dos calabouços da Polícia Judiciária já detido, “chorava compulsivamente”, dizendo à mãe que “tinha feito asneira”.

Mas quando Orlanda lhe perguntou o que havia feito, Iuri calou-se e foi um inspetor da Polícia Judiciária que a pôs a par do crime.

Orlanda não tem dúvidas e afirma que o filho “não era capaz” de fazer o que fez, acusando Diana de o ter manipulado ao longo do tempo, tanto que o afastou de si, razão pela qual passou “grandes temporadas” sem o ver.

Apesar de Iuri ter confessado ter participado no homicídio de Amélia Fialho, Orlanda não esquece que é seu filho e garante: “Neste momento ele está destruído… ele arrependeu-se… é meu filho, é meu filho”.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório