Meteorologia

  • 29 OUTUBRO 2020
Tempo
16º
MIN 11º MÁX 19º

Edição

Segurança dos turistas entre prioridades do novo comandante da PSP Porto

O novo comandante da PSP do Porto, superintendente-chefe Paulo Lucas, definiu hoje a segurança dos turistas como uma das suas prioridades.

Segurança dos turistas entre prioridades do novo comandante da PSP Porto

"A segurança pode ser um fator que afasta turistas. Sob esse ponto de vista, é para nós claramente uma prioridade", disse aos jornalistas, após ser empossado, sublinhando que o Comando da PSP do Porto tem já uma esquadra exclusivamente vocacionada para essa área.

Outra "prioridade" do novo comandante da PSP do Porto é o reforço de efetivos no Comando, mas Paulo Lucas advertiu que resolver o défice de agentes depende também de terceiros.

"É uma variável que não posso controlar totalmente" por depender de outras instâncias, declarou.

"Quanto às condições de trabalho e instalações, essas sim, são variáveis em relação às quais poderei dar alguma mais-valia", afirmou.

O anterior comandante, Miguel Mendes, apontou em 06 de agosto, durante as comemorações do 151.º aniversário do Comando Metropolitano da PSP/Porto, um défice de 120 polícias na região, dando conta ainda de haver esquadras em "risco de perturbação de atividade", uma vez que um quarto do seu efetivo "tem mais de 55 anos", o que pode significar, a curto prazo, "uma perda operacional significativa".

No seu discurso e nas declarações aos jornalistas, o novo comandante evitou pronunciar-se sobre situações pontuais, argumentando estar "ciente" de que, neste momento, tem ainda "limitados conhecimentos sobre as particularidades" do Comando.

Prometeu, contudo, multiplicar reuniões com autarcas e com responsáveis de todas as divisões policiais do Comando "para conhecer condições de trabalho" e definir o que fazer para as melhorar.

"Saberemos ultrapassar barreiras e dificuldades e criar condições para uma Área Metropolitana mais segura", afirmou.

Paulo Lucas, de 51 anos, substitui na liderança do Comando Metropolitano da PSP/Porto o superintendente-chefe Miguel Mendes, de 58 anos, que foi destacado para uma missão em Timor-Leste.

O novo comandante já exerceu o cargo de diretor nacional adjunto da Unidade Orgânica de Operações e Segurança, da Direção Nacional da PSP, e funções de secretário-geral adjunto do Sistema de Segurança Interna.

Paulo Lucas foi empossado perante o diretor nacional da PSP, superintendente-chefe Luís Farinha, que sublinhou, na ocasião, a "realidade complexa e multifacetada" da área do Comando do Porto.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório