Meteorologia

  • 18 NOVEMBRO 2018
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 15º

Edição

Apesar do número de feridos ter subido para 36, "a noite foi tranquila"

A Segunda Comandante Operacional Nacional e porta-voz da Proteção Civil, Patrícia Gaspar garantiu, no briefing operacional da manhã desta quinta-feira, que "tudo correu dentro da normalidade".

Apesar do número de feridos ter subido para 36, "a noite foi tranquila"
Notícias ao Minuto

09:50 - 09/08/18 por Natacha Nunes Costa 

País Patrícia Gaspar

O número de feridos do incêndio de Monchique, que assombra há sete dias o Algarve, subiu de 32 para 36. O número foi avançado por Patrícia Gaspar, Segunda Comandante Operacional Nacional da ANPC,  no briefing operacional da manhã desta quinta-feira.

Apesar de o número de feridos ter subido,  a também porta-voz da Proteção Civil disse que a noite em Monchique "foi tranquila" e "tudo correu dentro da normalidade".

"Tudo correu dentro da normalidade. A noite foi tranquila, as condições no terreno e as condições meteorológicas facilitaram a estratégia definida e permitiram a consolidação desta. Continuamos a implementar esta estratégia que é assente na maquinaria pesada", explicou Patrícia Gaspar.

Já quanto ao dia de hoje, a Segunda Comandante Operacional Nacional da ANPC garante que não existem frentes ativas, mas sim alguns "pontos quentes" e prevê que a situação volte a complicar-se, alertando para a possibilidade de reativações durante a tarde.

"Quanto às perspetivas para o dia de hoje, além da redução da humidade relativa, contamos com aquilo que tem sido o nosso grande adversário, que tem sido o vento, desta vez moderado, mas poderá chegar a rajadas de 50 km/h", disse.

Quanto aos feridos, apesar de o número ter subido durante a noite, apenas um continua a ser grave. Do total de feridos, 19 são bombeiros, os quais, ainda segundo a porta-voz da Proteção Civil, sofreram ferimentos leves devido, essencialmente, à inalação de fumos, exaustão e entorses.

Recorde-se que o incêndio em Monchique deflagrou na sexta-feira, lavrando também nos concelhos de Portimão e Silves há quase uma semana. Durante a noite de quarta-feira,  foram retiradas das suas habitações mais de 100 pessoas de mais de uma dezena de localidades em Silves.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório