Meteorologia

  • 26 SETEMBRO 2018
Tempo
19º
MIN 18º MÁX 21º

Edição

"Reativações são expectáveis, mas vamos responder de forma musculada"

Em conferência de imprensa, Patrícia Gaspar, porta-voz da Proteção Civil, adianta que esta quarta-feira "há uma situação mais estável", em Monchique, mas "reativações são expectáveis".

"Reativações são expectáveis, mas vamos responder de forma musculada"
Notícias ao Minuto

10:15 - 08/08/18 por Filipa Matias Pereira 

País Patrícia Gaspar

Tal como anunciou esta terça-feira Eduardo Cabrita, o incêndio que lavra em Monchique há seis dias passou para ‘as mãos’ do Comando Nacional da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC). Por isso, é Patrícia Gaspar, segunda Comandante Operacional Nacional da ANPC, que dá voz ao balanço desta manhã. 

Confirmando que o Comando Nacional acompanhou, “desde o primeiro minuto”, as operações em Monchique, Patrícia Gaspar adiantou que há hoje, no teatro de operações, “uma situação mais estável”. Porém, “reativações são expectáveis, mas iremos responder de forma musculada”.

Na zona Sul do país, esta quarta-feira é esperado, em termos meteorológicos, “um dia muito semelhante ao de ontem, com temperaturas a rondar os 24/25º”, com uma humidade relativa que poderá chegar aos 50% e vento desfavorável.

O desafio, no entendimento de Patrícia Gaspar, passa agora por “consolidar o trabalho que desde o início tem vindo a ser feito”. As zonas mais críticas de momento, conforme acrescentou, são a da aldeia de Fóia, onde estão já diferentes meios, tais como máquinas de rasto e meios aéreos e terrestres, e a de Silves, onde “está também uma bateria reforçada”.

Já relativamente aos feridos, registou-se “um ligeiro aumento”, sendo que de momento há 32 feridos, 31 ligeiros e um grave, nomeadamente uma idosa que permanece em observação numa unidade hospitalar em Lisboa.

Saliente-se ainda que das mais de 250 pessoas que tinham sido deslocadas, restam 181, já que as remanescentes “regressaram a casas de familiares e há estrangeiros que rumaram a casa”.

Patrícia Gaspar aproveitou ainda a oportunidade para enfatizar o trabalho da Segurança Social, da Cruz Vermelha e das autarquias com as pessoas que foram retiradas das suas casas.

Pelas 10h30 da manhã desta quarta-feira, havia no terreno 1.427 operacionais, 447 meios terrestres e nove meios aéreos. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório