Tragédia do Chapecoense: Avião terá embatido em topo de montanha

O Brasil ainda recupera do choque com que se viu confrontado na terça-feira de manhã e que levou o governo brasileiro a decretar três dias de luto nacional.

© Reuters
Mundo Teoria

O avião da companhia aérea boliviana LaMia que se despenhou, ontem de manhã, na Colômbia com 77 pessoas a bordo transportava na sua maioria elementos do clube de futebol brasileiro Chapecoense, mas também jornalistas brasileiros.

PUB

O balanço mais recente dá conta de 71 vítimas mortais: 44 membros da equipa de futebol, 21 jornalistas e seis tripulantes. Entre os sobreviventes contam-se três jogadores, um jornalista e dois membros da tripulação boliviana.

As caixas negras do avião já foram encontradas e vão ser agora analisadas para se perceber o que esteve na origem do acidente trágico.

Com base num vídeo que mostra os destroços, e que terá sido feito por um elemento da equipa de busca e resgate, o portal G1 da Globo avança com a teoria de que o avião terá embatido primeiro no topo da montanha de Cerro Gordo, nos arredores de Medellín, tendo caído depois para a base da mesma.

Esta teoria, explica a mesma fonte, baseia-se na disposição dos destroços: há uma pequena concentração de vestígios no topo da montanha e uma maior na base da referida serra.

Porém, ainda que esta teoria esteja correta, continua por explicar o que levou o avião a perder altitude ao ponto de colidir com um obstáculo, resposta essa que só as caixas negras poderão fornecer.

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias Ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser