Tragédia do Chapecoense: Avião terá embatido em topo de montanha

O Brasil ainda recupera do choque com que se viu confrontado na terça-feira de manhã e que levou o governo brasileiro a decretar três dias de luto nacional.

© Reuters
Mundo Teoria

O avião da companhia aérea boliviana LaMia que se despenhou, ontem de manhã, na Colômbia com 77 pessoas a bordo transportava na sua maioria elementos do clube de futebol brasileiro Chapecoense, mas também jornalistas brasileiros.

PUB

O balanço mais recente dá conta de 71 vítimas mortais: 44 membros da equipa de futebol, 21 jornalistas e seis tripulantes. Entre os sobreviventes contam-se três jogadores, um jornalista e dois membros da tripulação boliviana.

As caixas negras do avião já foram encontradas e vão ser agora analisadas para se perceber o que esteve na origem do acidente trágico.

Com base num vídeo que mostra os destroços, e que terá sido feito por um elemento da equipa de busca e resgate, o portal G1 da Globo avança com a teoria de que o avião terá embatido primeiro no topo da montanha de Cerro Gordo, nos arredores de Medellín, tendo caído depois para a base da mesma.

Esta teoria, explica a mesma fonte, baseia-se na disposição dos destroços: há uma pequena concentração de vestígios no topo da montanha e uma maior na base da referida serra.

Porém, ainda que esta teoria esteja correta, continua por explicar o que levou o avião a perder altitude ao ponto de colidir com um obstáculo, resposta essa que só as caixas negras poderão fornecer.

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS