Acidente aéreo: Avião poderá ter ficado sem combustível antes de cair

As autoridades colombianas estão a investigar uma possível falha elétrica no avião que se despenhou hoje com uma equipa brasileira de futebol a bordo, mas não excluem que o aparelho tenha ficado sem combustível antes de cair.

© Twitter / Cr Wilson Pardo
Mundo Colômbia

Em declarações desde o centro de comando das operações de socorro, o presidente da agência colombiana da aviação civil, Alfredo Bocanegra, disse que as comunicações com responsáveis da aviação boliviana sugerem que o avião registava problemas elétricos.

PUB

No entanto, os investigadores têm de avaliar o alegado testemunho de uma hospedeira de bordo que terá dito que o avião tinha ficado sem combustível.

O avião despenhou-se de madrugada numa zona montanhosa a cerca de 50 quilómetros de Medellín.

Cinco pessoas sobreviveram e 76 morreram, anunciou o general Jose Acevedo, chefe da polícia daquela área da Colômbia.

O aparelho fazia um voo 'charter' com 81 pessoas a bordo, incluindo a equipa de futebol brasileira Chapecoense Real, que ia disputar a final da Taça Sul-Americana com uma equipa colombiana.

Entre os sobreviventes estão o guarda-redes da Chapecoense Marcos Danilo Padilha, de 31 anos, o guarda-redes suplente Jackson Follmann, de 24 anos, e o lateral Alan Ruschel, de 27 anos.

Em comunicado, o aeroporto de Medellín refere que o avião, com matrícula da Bolívia, "declarou-se em emergência" às 22:00 locais (03:00 em Lisboa) "por falhas técnicas", de acordo com a transmissão feita para a torre de controlo.

O avião tinha saído do aeroporto Viru Viru, de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, onde aparentemente tinha realizado uma escala técnica.

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias Ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser