Meteorologia

  • 27 NOVEMBRO 2022
Tempo
12º
MIN 8º MÁX 19º

Por já não aguentar mais ser homossexual, homem pede para morrer

Homem diz que o facto de ser homosexual tornou-o num "preso do seu próprio corpo".

Por já não aguentar mais ser homossexual, homem pede para morrer
Notícias ao Minuto

11:10 - 11/06/16 por João Oliveira

Mundo Bélgica

Tem 39 anos e pediu para manter o anonimato (optando por se identificar apenas como Sebastian) por não suportar a pessoa que é. Um homem, belga, diz não suportar mais a sua própria homossexualidade e, por isso, quer recorrer aos serviços da morte medicamente assistida, mais conhecida por eutanásia.

Numa entrevista concedida à BBC, o indivíduo diz que a sexualidade fez dele um "prisioneiro do próprio corpo" e que o faz sentir-se "sob um constante sentimento de vergonha". Tudo isso, diz, adveio do sofrimento psicológico que tem experenciado desde que se apercebeu da sua orientação sexual, aliada a um contexto familiar também ele conturbado.

"A minha mãe sofreu de demência e isso deixou-me mentalmente instável. Tudo isto fez com que me sentisse sozinho e com medo e vergonha de sair à rua. Eu não quero ser gay", contou Sebastian.

Dada a legislação atual da Bélgica relativamente à eutanásia, Sebastian precisa que três médicos concordem que a morte assistida é a melhor opção para um paciente que tenha revelado "um sofrimento físico e mental constante e insuportável".

Mesmo depois de 17 anos de assistência psicológica, Sebastian acredita que a eutanásia é o caminho a seguir, e que tudo fará para procurar essa ajuda, a ajuda para morrer.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório