Meteorologia

  • 21 JULHO 2024
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 25º

Hutis do Iémen reivindicam ataque com "novas armas" que afundou navio

Os rebeldes xiitas Hutis do Iémen adiantaram hoje que afundaram o cargueiro 'Tutor', propriedade da empresa de navegação grega Evalend Shipping, com "novas armas" e 'drones', num ataque realizado na semana passada no mar Vermelho.

Hutis do Iémen reivindicam ataque com "novas armas" que afundou navio
Notícias ao Minuto

23:25 - 19/06/24 por Lusa

Mundo Hutis do Iémen

"Foram utilizadas armas adequadas para afundar o navio 'Tutor', uma vez que entrou na lista negra ao não cumprir a decisão de bloqueio da sua empresa Evalend Shipping e ao enviar os seus navios para os portos palestinianos ocupados", adiantou fonte oficial da Marinha dos Hutis, citado pela agência Yemeni Saba.

A mesma fonte detalhou que foram utilizadas "novas armas", sem as especificar, juntamente com "drones armados na operação para atingir e afundar o navio", segundo a agência, que divulgou um vídeo que mostra como o navio foi atacado.

A fonte da Marinha dos Hutis sublinhou também que o navio cargueiro desligou o dispositivo de identificação internacional (AIS) durante a sua passagem pelo mar Vermelho, indicando que "sabia que estava na lista de bloqueio, mas não se importava com a tripulação e o navio e o que transportava".

Nesta ação, morreu um marinheiro, tinha revelado na semana passada à agência Efe um porta-voz da Guarda Costeira grega.

A fonte dos Hutis apelou a todas as companhias marítimas que levem a sério os avisos das Forças Armadas do Iémen, caso contrário "serão totalmente responsáveis pela segurança dos navios e das tripulações".

Este é o segundo navio que os Hutis afundam desde que começaram em novembro passado a lançar ataques contra navios mercantes nos mares Vermelho e Arábico, que acusam de serem israelitas ou ligados a Israel, em resposta aos ataques do Estado judeu na Faixa de Gaza.

As suas ações contra o transporte marítimo intensificaram-se nas últimas duas semanas, enquanto os Estados Unidos e o Reino Unido também intensificaram os seus bombardeamentos contra posições Hutis no contexto de uma operação que começou em fevereiro para proteger o transporte marítimo no mar Vermelho, por onde transita 15% do comércio mundial.

Leia Também: EUA destruíram num dia nove drones dos Hutis no Iémen e golfo de Aden

Recomendados para si

;
Campo obrigatório