Meteorologia

  • 14 JULHO 2024
Tempo
22º
MIN 15º MÁX 26º

Ataque seletivo israelita mata membro do Hezbollah no Líbano

Um 'drone' israelita matou hoje um membro do grupo xiita libanês Hezbollah ao atingir o carro em que seguia numa estrada no sul do Líbano, noticiou a Agência Nacional de Notícias (ANN) libanesa.

Ataque seletivo israelita mata membro do Hezbollah no Líbano
Notícias ao Minuto

16:09 - 17/06/24 por Lusa

Mundo Médio Oriente

O ataque ocorreu nos arredores de Chehabiyeh, na estrada que liga esta cidade a Selaa, segundo a ANN, citada pela agência espanhola EFE.

O homem foi identificado como Mohamed Mustafa Ayoub, mas a agência libanesa não deu mais pormenores sobre a vítima.

O Hezbollah anunciou mais tarde num comunicado a morte de um combatente com o mesmo nome e confirmou que era de Selaa, referindo que foi morto nas hostilidades em curso com Israel.

As autoridades israelitas não divulgaram qualquer informação sobre o ataque de hoje.

O fogo cruzado entre as duas partes diminuiu de intensidade no último dia e meio, coincidindo com a celebração do importante feriado muçulmano de Eid al-Adha ou Festa do Sacrifício.

O Hezbollah não reivindicou hoje qualquer ação contra o Estado judaico, que lançou alguns ataques em zonas do sul do Líbano, segundo a ANN.

A diminuição da intensidade dos confrontos seguiu-se a uma escalada na sequência da morte de um alto comandante do Hezbollah num bombardeamento israelita há uma semana.

O grupo libanês apoiado pelo Irão respondeu com um ataque sem precedentes com pelo menos 160 projéteis.

Desde o início da guerra entre Israel e o Hamas, em 07 de outubro, o Hezbollah tem trocado regularmente tiros com o exército israelita em apoio do aliado palestiniano.

Mais de oito meses de violência causaram a morte de pelo menos 473 pessoas no Líbano, na sua maioria combatentes do movimento islamista libanês e 92 civis, segundo uma contagem da agência francesa AFP.

Do lado israelita, pelo menos 15 soldados e 11 civis foram mortos, segundo Israel.

De ambos os lados da fronteira, dezenas de milhares de pessoas foram deslocadas.

A escalada nas últimas semanas renovou os receios de uma guerra aberta entre Israel e o grupo armado xiita, como aconteceu em 2006.

Leia Também: Israel bate novo recorde de exportações de Defesa em ano de guerra

Recomendados para si

;
Campo obrigatório