Meteorologia

  • 25 JULHO 2024
Tempo
20º
MIN 19º MÁX 28º

Kyiv pede esclarecimentos sobre retirada de países do comunicado final

As autoridades ucranianas anunciaram hoje que vão pedir esclarecimentos ao Governo da Suíça sobre quais os países que acabaram por assinar a declaração final da Cimeira de Paz sobre a Ucrânia.

Kyiv pede esclarecimentos sobre retirada de países do comunicado final
Notícias ao Minuto

14:58 - 17/06/24 por Lusa

Mundo Guerra na Ucrânia

A polémica surgiu depois de as assinaturas dos representantes do Iraque e da Jordânia não aparecerem no texto final, embora, segundo Kyiv, se tivessem comprometido a apoiar a declaração.

A lista final de países que subscreveram a declaração da cimeira de apoio à Ucrânia -- que se realizou este fim de semana nos Alpes suíços -- e que foi difundida pelo Governo suíço, não inclui vários países, destacando-se o Iraque e a Jordânia, que, segundo Kyiv, teriam apoiado o texto.

"Hoje entraremos em contacto com os nossos colegas em Berna e discutiremos mais uma vez a lista completa dos países que aderiram. Estive pessoalmente presente quando os resultados da adesão ao comunicado foram anunciados e estes países apareceram no 'placard' final na sala onde a sessão foi realizada", disse Oleksander Bevz, um dos principais conselheiros do gabinete presidencial ucraniano.

Bevz afirmou que Kyiv não tirará conclusões precipitadas sobre estes acontecimentos e sublinhou que o texto ainda está em aberto a tantos países quantos desejarem aderir.

Além disso, o conselheiro reconheceu que alguns representantes alertaram desde o primeiro momento que não apoiariam a resolução final da cimeira.

"Isso está provavelmente relacionado com as particularidades de certos processos políticos dentro destes países. Alguns países estiveram diretamente sob pressão, e o presidente [Volodymyr Zelensky] falou repetidamente sobre isso, tanto no que diz respeito à participação na cimeira como no que diz respeito à adesão a alguns documentos finais", apontou Bevz.

Entre os países que não assinaram a declaração final estão Brasil, Índia, Arábia Saudita e México, potências do chamado Sul Global, região que o presidente Zelensky tentava precisamente conquistar durante a cimeira na Suíça.

Leia Também: Rússia vê resultados "quase nulos" na Cimeira de Paz para a Ucrânia

Recomendados para si

;
Campo obrigatório