Meteorologia

  • 14 JULHO 2024
Tempo
26º
MIN 15º MÁX 26º

Zelensky agracia Javier Milei com a Ordem da Liberdade. O vídeo

O Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, agraciou hoje na Suíça o homólogo argentino, Javier Milei, com a Ordem da Liberdade, insígnia concedida por méritos especiais no fortalecimento da soberania e independência do país.

Notícias ao Minuto

23:28 - 15/06/24 por Lusa

Mundo Guerra na Ucrânia

Zelensky teve hoje um encontro com Milei, à margem da Cimeira para a Paz na Ucrânia, que decorre até domingo na Suíça com a presença de vários chefes de Estado, incluindo o português Marcelo Rebelo de Sousa.

"Agradeci ao Presidente Milei [populista de extrema-direita] a sua presença na Cimeira para a Paz. Também agradecemos a ampla presença de países latino-americanos. Estou certo que a História recordará este longo caminho até à paz", afirmou Zelensky nas redes sociais, acrescentando que abordou com Milei os próximos passos para a aplicação de pontos específicos da fórmula ucraniana para a paz, que propõe nomeadamente o restabelecimento da segurança nuclear, alimentar e energética, a libertação de prisioneiros e a retirada das tropas russas.

Ucrânia e Rússia estão em guerra desde fevereiro de 2022, depois de as tropas russas terem invadido território ucraniano, ato condenado pela generalidade da comunidade internacional.

No encontro com o homólogo argentino, Zelensky abordou a cooperação e o comércio entre a Ucrânia e a Argentina, agradecendo a Milei a recente adesão do seu país à Coligação Internacional para o Regresso das Crianças Ucranianas.

A Ordem da Liberdade com que o Presidente da Ucrânia distinguiu o chefe de Estado argentino é igualmente concedida por méritos especiais na consolidação da sociedade ucraniana, no desenvolvimento da democracia, no progresso de reformas socioeconómicas e políticas e na promoção dos direitos constitucionais e liberdades.

Na Argentina, Milei é contestado nas ruas devido às políticas de austeridade impostas pelo seu Governo, com as manifestações a serem reprimidas pela polícia.

Na intervenção que fez na Cimeira para a Paz na Ucrânia, o Presidente da Argentina expressou o seu "apoio máximo" ao homólogo ucraniano e defendeu "a paz, o comércio e a prosperidade".

"Como defensores das ideias de liberdade, repudiamos qualquer tipo de violência entre pessoas, mas em particular rejeitamos a guerra como mecanismo ilegítimo para resolver conflitos entre nações", disse Javier Milei perante Zelensky e cerca de uma centena de delegações de países dos vários continentes.

Leia Também: "Posição de força". Londres exorta Zelensky a definir condições de paz

Recomendados para si

;
Campo obrigatório