Meteorologia

  • 19 JUNHO 2024
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 21º

Filho de Biden foi condenado. E agora? Terá impacto nas eleições?

Se o magnata Donald Trump se tornou no primeiro ex-presidente a ser condenado por um crime, Hunter Biden é o primeiro filho de um chefe de Estado em exercício a ser considerado culpado de um crime.

Filho de Biden foi condenado. E agora? Terá impacto nas eleições?
Notícias ao Minuto

19:25 - 11/06/24 por Daniela Filipe

Mundo EUA

O filho do presidente norte-americano Joe Biden, Hunter Biden, foi considerado culpado nas três acusações que pendiam sobre si no caso de posse ilegal de armas, na audiência desta terça-feira. Se o magnata Donald Trump se tornou no primeiro ex-presidente a ser condenado por um crime, Hunter Biden é o primeiro filho de um chefe de Estado em exercício a ser considerado culpado de um crime. Mas, afinal, que impacto terá este veredito nas eleições de novembro?

A história trágica da família Biden é bem conhecida. O atual presidente perdeu a filha e a primeira esposa num acidente, pouco depois de ter sido eleito senador, no início dos anos 1970. Como se não bastasse, há quase uma década, o chefe de Estado perdeu o filho mais velho, Beau, que tinha cancro cerebral.

Hunter Biden começou a consumir estupefacientes nessa altura, período que foi exposto durante o julgamento através de passagens do seu livro de memórias, de mensagens, de fotografias e de depoimentos de pessoas próximas.

Na verdade, Hunter Biden foi considerado culpado por ter mentido na compra da arma de fogo que motivou o processo judicial, uma vez que indicou num formulário federal que não era viciado em drogas, em 2018. Uma terceira acusação referia-se à aquisição ilegal de uma arma de fogo enquanto era viciado em estupefacientes.

Ainda assim, e como recordou a BBC, é improvável que o veredito desta terça-feira mude o voto dos norte-americanos, já que é o nome de Joe Biden que estará no boletim, e não o do filho. Além disso, não há provas que liguem o chefe de Estado às ações do filho e há poucas evidências que indiquem que o público esteja a seguir de perto o julgamento.

Depois de o veredito ter sido conhecido, Biden assegurou estar “orgulhoso” de Hunter, ao mesmo tempo que indicou que respeitará a decisão do júri do tribunal federal de Wilmington, em Delaware, o que contrastou com a reação de Donald Trump à sua própria condenação, que disse ter sido manipulada e corrupta.

"Sou o presidente, mas também sou pai". Biden apoia filho após condenação

Joe Biden garantiu que, tal como referiu na semana passada, aceitará o veredito e continuará "a respeitar o processo judicial enquanto Hunter considera apresentar um recurso".

Notícias ao Minuto | 17:48 - 11/06/2024

Hunter Biden enfrentará, em setembro, um julgamento por alegadamente não ter pagado impostos pelo menos durante quatro anos, no valor de pelo menos 1,4 milhões de euros, mas estas ofensas nada têm que ver com a Constituição ou ameaças à democracia.

Trump, por seu turno, foi acusado de manipulação indevida de documentos classificados, que levou ilegalmente para a sua residência em Mar-a-Lago, na Florida, ao deixar a Casa Branca. Foi, também, acusado de ter tentado subverter os resultados das eleições presidenciais de 2020, e condenado por falsificação de documentos para encobrir um escândalo sexual durante a campanha eleitoral de 2016.

No entanto, e de acordo com a BBC, este segundo julgamento de Hunter Biden, que acontecerá a menos de dois meses das presidenciais, pode ser mais prejudicial politicamente para Joe Biden, uma vez que os negócios estrangeiros e os laços financeiros com o pai têm sido alvo de escrutínio contínuo pelos críticos republicanos.

Leia Também: "Sou o presidente, mas também sou pai". Biden apoia filho após condenação

Recomendados para si

;
Campo obrigatório