Meteorologia

  • 22 JUNHO 2024
Tempo
14º
MIN 14º MÁX 27º

Sánchez e Scholz serão negociadores para renovação de cargos na UE

O Partido Socialista Europeu nomeou hoje o presidente do Governo espanhol, Pedro Sánchez, e o chanceler alemão, Olaf Scholz, como os negociadores no processo de renovação de altos cargos nas instituições da União Europeia para os próximos cinco anos.

Sánchez e Scholz serão negociadores para renovação de cargos na UE
Notícias ao Minuto

17:20 - 10/06/24 por Lusa

Mundo Partido Socialista Europeu

Fontes do Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE) afirmaram que os resultados destas eleições, nas quais os sociais-democratas europeus obtiveram 135 lugares, consolidam como segunda força no Parlamento Europeu e dão "um sólido poder de negociação" para a distribuição das presidências da Comissão Europeia, Conselho e Parlamento Europeu, assim como do representante da União Europeia (UE) para a política externa.

"Os socialistas e democratas reiteram a sua vontade de dialogar e negociar com todas as forças políticas à exceção da extrema-direita", asseguraram as fontes.

O Partido Popular Europeu, por sua vez, terá como negociadores o primeiro-ministro polaco, Donald Tusk, e o grego, Kyriakos Mitsotakis.

Os chefes de Estado e de Governo da União Europeia vão reunir-se informalmente no dia 17 de junho num jantar em Bruxelas para discutir a divisão e irão realizar nos dias 27 e 28 de junho uma cimeira com o objetivo de chegar a acordo.

O PPE venceu as eleições para o Parlamento Europeu nos 27 países da União Europeia (UE), com 185 eurodeputados, mais 48 do que os socialistas do S&D.

Segundo a atualização mais recente dos resultados provisórios, o S&D (de que faz parte o PS) tem 137 eleitos.

Os liberais do Renovar a Europa (que a IL vai integrar com dois eleitos) conquistaram 80 lugares no hemiciclo, mais sete dos que Conservadores e Reformistas Europeus (ECR), com 73 eurodeputados.

Juntos, o centro-direita, os socialistas e os liberais conseguem 402 lugares, acima dos necessários 361 (metade dos eurodeputados mais um) para uma maioria parlamentar absoluta e estável.

Ainda segundo os resultados provisórios, a extrema-direita do Identidade e Democracia (ID, de que vai fazer parte o Chega com dois eurodeputados) conseguiu eleger 58 representantes e os Verdes 52.

A Esquerda no PE alcançou 36 eurodeputados (incluindo os eleitos pelo BE e CDU, um cada).

Os resultados provisórios indicam que há 46 eurodeputados não-inscritos, 36 que entraram e que tendencialmente estão alinhados à esquerda e 53 com alinhamento à direita.

Leia Também: Vice-presidente do governo espanhol demite-se da liderança do Sumar

Recomendados para si

;
Campo obrigatório