Meteorologia

  • 20 JUNHO 2024
Tempo
21º
MIN 15º MÁX 22º

Ataques israelitas na Síria matam uma jovem e 3 combatentes do Hezbollah

Dois ataques israelitas atingiram hoje à noite uma cidade costeira e o centro da Síria devastada pela guerra, matando uma jovem e três combatentes sírios do Hezbollah libanês, segundo informações de várias fontes.

Ataques israelitas na Síria matam uma jovem e 3 combatentes do Hezbollah
Notícias ao Minuto

22:14 - 29/05/24 por Lusa

Mundo Médio Oriente

Desde o início da guerra civil síria, em 2011, Israel efetuou centenas de ataques contra o exército do regime de Bashar al-Assad e contra os grupos pró-iranianos que aí estão instalados e o apoiam.

"O inimigo israelita lançou um ataque aéreo (...) visando um local no centro e um edifício residencial na cidade de Banyas, na costa, matando uma menina e ferindo dez civis", declarou o Ministério da Defesa sírio em comunicado citado pela agência de notícias France-Presse (AFP).

A agência noticiosa oficial Sana também já tinha avançado que a defesa aérea síria tinha entrado em ação e "intercetado alvos inimigos nos céus da cidade de Homs", no centro do país.

O Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH) acrescentou que Israel atacou "pelo menos uma instalação militar (...) na região de Homs".

"Três membros sírios do Hezbollah libanês foram mortos", acrescentou a ONG britânica, que dispõe de uma rede de fontes na Síria, recordando que aquela região abrigava posições de grupos apoiados pelo Irão, incluindo o poderoso Hezbollah.

A ONG confirmou igualmente que uma menina foi morta em Banyas e outros 20 civis ficaram feridos.

No início de março, três pessoas, entre as quais um soldado iraniano, foram mortas num outro ataque aéreo atribuído a Israel contra Banyas, que é geralmente poupada aos ataques.

Os ataques israelitas intensificaram-se desde o início da guerra entre Israel e o Hamas palestiniano na Faixa de Gaza, em outubro.

Leia Também: Israel assume controlo da zona de fronteira entre Gaza e Egito

Recomendados para si

;
Campo obrigatório