Meteorologia

  • 24 JUNHO 2024
Tempo
28º
MIN 17º MÁX 29º

Israelitas referem entrada de 27 camiões com ajuda humanitária em Gaza

Um total de 27 camiões contendo 371 paletes de ajuda humanitária entraram em Gaza na quarta-feira através da doca construída pelos Estados Unidos, disseram hoje as Forças de Defesa de Israel em comunicado.

Israelitas referem entrada de 27 camiões com ajuda humanitária em Gaza
Notícias ao Minuto

09:57 - 23/05/24 por Lusa

Mundo Israel/Palestina

"Ontem [quarta-feira], 27 camiões contendo 371 paletes de ajuda humanitária, incluindo alimentos e equipamento de abrigo, foram transferidos para centros logísticos pertencentes a agências internacionais de ajuda na Faixa de Gaza", acrescentaram os militares israelitas.

O Exército de Israel inspecionou 281 camiões que foram transferidos para os pontos de passagem de Kerem Shalom (sul da Faixa de Gaza) e Erez West (norte) para aceder ao enclave palestiniano.

O carregamento terrestre inclui 45 camiões provenientes da Jordânia e 50 camiões cheios de farinha para o Programa Alimentar Mundial (PAM).

É a segunda vez que as Forças Armadas de Israel comunicam ter utilizado este acesso humanitário, um dos poucos operacionais em Gaza após o encerramento da passagem de Rafah, no extremo sul do enclave. 

As Nações Unidas estão a planear novas rotas de entrega de ajuda humanitária a partir da doca flutuante recentemente construída pelos Estados Unidos.

Na quarta-feira, as Nações Unidas anunciaram a cessação da distribuição de alimentos em Rafah - de onde 950.000 pessoas já fugiram, segundo o Exército - uma vez que as próprias instalações da ONU e as do PAM ficaram inacessíveis devido aos ataques e à presença de tanques israelitas a leste da cidade.

Em seis meses de guerra, 90% da população de Gaza foi deslocada à força devido à grave escassez de alimentos, água potável e medicamentos, enquanto 60% das infra estruturas do enclave foram danificadas ou totalmente destruídas, segundo dados da ONU.

Além disso, mais de 35.700 pessoas morreram e cerca de 80 mil ficaram feridas, na maioria civis, de acordo com os últimos dados do Ministério da Saúde de Gaza, controlado, tal como o resto da Faixa de Gaza, pelo Hamas.

Outros 10 mil corpos continuam desaparecidos sob os escombros, segundo o Hamas.

Leia Também: Número de mortos de ataque israelita na Cisjordânia sobe para 12

Recomendados para si

;
Campo obrigatório