Meteorologia

  • 20 JUNHO 2024
Tempo
22º
MIN 15º MÁX 22º

Guterres "triste" após morte de Raisi envia condolências ao Irão

O secretário-geral das Nações Unidas (ONU) endereçou hoje condolências ao Governo e povo do Irão pela morte do Presidente iraniano e membros do governo num desastre aéreo, manifestando-se "triste" com os óbitos, indicou o porta-voz de António Guterres.

Guterres "triste" após morte de Raisi envia condolências ao Irão
Notícias ao Minuto

15:59 - 20/05/24 por Lusa

Mundo Irão

"O secretário-geral está triste com a morte de Seyyed Ebrahim Raisi, Presidente da República Islâmica do Irão, de Hossein Amir-Abdollahian, ministro dos Negócios Estrangeiros, e seus colegas num acidente de helicóptero em 19 de maio", disse em comunicado o porta-voz de Guterres, Stéphane Dujarric.

O líder da ONU expressou as suas condolências às famílias daqueles que perderam a vida na queda da aeronave, assim como "ao Governo e ao povo da República Islâmica do Irão".

Logo após o comunicado de Guterres, também o Conselho de Segurança da ONU observou um minuto de silêncio em memória de Ebrahim Raisi e do seu ministro dos Negócios Estrangeiros.

O Conselho "apresenta as suas condolências às famílias [das vítimas] e ao povo da República Islâmica do Irão", declarou o embaixador de Moçambique, Pedro Comissário Afonso, presidente em exercício do órgão da ONU, antes de todos os representantes se levantarem, incluindo o vice-embaixador norte-americano, Robert Wood.

No arranque da reunião do Conselho de Segurança, convocada pela Rússia para abordar o fornecimento de armas ocidentais à Ucrânia, a alta representante da ONU para Assuntos de Desarmamento, Izumi Nakamitsu, também estendeu as suas condolências às famílias das vítimas da queda da aeronave e ao povo iraniano.

Uma mensagem semelhante foi proferida pelo representante permanente de Moscovo, Vasily Nebenzya, que descreveu ainda o ocorrido como uma "enorme tragédia" e teceu elogios a Raisi.

Antes de Nebenzya, o Presidente russo, Vladimir Putin, já havia prestado homenagem ao Presidente iraniano, descrevendo-o como um "político notável" e um "verdadeiro amigo" da Rússia. 

As equipas de socorro iranianas recuperaram hoje os restos mortais de Ebrahim Raisi e dos outros oito passageiros que seguiam no helicóptero que se despenhou no domingo no noroeste do Irão, anunciou a organização humanitária Crescente Vermelho.

O helicóptero que transportava também o ministro dos Negócios Estrangeiros, Hossein Amir-Abdollahian, despenhou-se na zona de Kalibar e Warzghan, na província do Azerbaijão Oriental, no noroeste do país.

Poucas horas antes, o Governo iraniano confirmava a morte de Raisi, acrescentando que o desastre não vai causar "qualquer perturbação na administração" do país.

[Notícia atualizada às 16h31]

Leia Também: Chefe das Forças Armadas abre inquérito ao desastre aéreo que matou Raisi

Recomendados para si

;
Campo obrigatório