Meteorologia

  • 20 JUNHO 2024
Tempo
18º
MIN 15º MÁX 22º

AO MINUTO: Eleições marcadas no Irão; Aberto inquérito a desastre aéreo

Acompanhe aqui AO MINUTO os desenvolvimentos sobre o acidente de helicóptero que vitimou o presidente iraniano, Ebrahim Raisi, e o ministro dos Negócios Estrangeiros daquele país, Hossein Amir-Abdollahian.

AO MINUTO: Eleições marcadas no Irão; Aberto inquérito a desastre aéreo
Notícias ao Minuto

07:51 - 20/05/24 por Notícias ao Minuto

ao minuto Ao Minuto Mundo Médio Oriente

O  presidente iraniano, Ebrahim Raisi, e o ministro dos Negócios Estrangeiros, Hossein Amir-Abdollahian, foram dados como mortos na sequência da queda do helicóptero em que seguiam, no noroeste do Irão.

O acidente deu-se no domingo, quando a comitiva regressava da fronteira com o Azerbaijão, onde Raisi inaugurou uma barragem com o seu homólogo azeri, Ilham Aliyev.

A televisão estatal iraniana admitiu não haver "qualquer sinal" de vida nos destroços do helicóptero, numa altura em que as equipas de salvamento estavam a cerca de dois quilómetros do local do acidente.

Fim de cobertura

Notícias ao Minuto | há 4 semanas

Boa noite! Fica por aqui o acompanhamento AO MINUTO sobre o acidente de helicóptero que vitimou o presidente iraniano Ebrahim Raisi. Obrigado por ter estado desse lado.

Presidente cabo-verdiano lamenta morte de Raisi e apela à paz

Lusa | há 4 semanas

O presidente cabo-verdiano lamentou hoje a morte do homólogo iraniano, Ebrahim Raisi, num acidente de helicóptero, no domingo, esperando que "não haja qualquer pretexto" para o agravar do cenário de conflito no Médio Oriente.

Presidente cabo-verdiano lamenta morte de Raisi e apela à paz

Presidente cabo-verdiano lamenta morte de Raisi e apela à paz

O Presidente cabo-verdiano lamentou hoje a morte do homólogo iraniano, Ebrahim Raisi, num acidente de helicóptero, no domingo, esperando que "não haja qualquer pretexto" para o agravar do cenário de conflito no Médio Oriente.

Lusa | 23:56 - 20/05/2024

EUA foram "incapazes" de ajudar Irão após queda de helicóptero

José Miguel Pires | há 4 semanas

O Departamento de Estado dos Estados Unidos disse que não foi capaz de aceitar um pedido de ajuda do Irão na sequência da queda de helicóptero que vitimou o presidente do país, Ebrahim Raisi.

"Foi-nos pedida ajuda pelo governo iraniano. Tornamos claro que ofereceríamos assistência, como faríamos em resposta a qualquer pedido de um governo estrangeiro neste tipo de situação. Maioritariamente por razões logísticas, fomos incapazes de fornecer essa ajuda", disse o porta-voz Matthew Miller, citado pela agência Reuters.

Kim Jong Un envia condolências ao presidente interino do Irão

José Miguel Pires | há 4 semanas

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong Un, enviou uma mensagem de condolências ao presidente interino do Irão, Mohammad Mokhber, na sequência da morte do presidente do país, Ebrahim Raisi, segundo a agência estatal da Coreia do Norte KCNA.

Milhares de iranianos prestam homenagem a Raisi nas ruas. As imagens

Lusa | há 4 semanas

Milhares de iranianos prestaram hoje homenagem em Teerão e noutras cidades do Irão ao Presidente, Ebrahim Raisi, que morreu no domingo num acidente de helicóptero numa zona montanhosa do noroeste do país, com mais oito pessoas.

Milhares de iranianos prestam homenagem a Raisi nas ruas. As imagens

Milhares de iranianos prestam homenagem a Raisi nas ruas. As imagens

Milhares de iranianos prestaram hoje homenagem em Teerão e noutras cidades do Irão ao Presidente, Ebrahim Raisi, que morreu no domingo num acidente de helicóptero numa zona montanhosa do noroeste do país, com mais oito pessoas.

Lusa | 20:20 - 20/05/2024

Estados Unidos apresentaram condolências por morte de presidente iraniano

Lusa | há 4 semanas

Os Estados Unidos apresentaram hoje as "condolências" ao Irão pela morte do presidente iraniano, Ebrahim Raissi, num acidente de helicóptero no domingo, não prevendo um "impacto mais vasto na segurança regional".

Estados Unidos apresentaram condolências por morte de presidente iraniano

Estados Unidos apresentaram condolências por morte de presidente iraniano

Os Estados Unidos apresentaram hoje as "condolências" ao Irão pela morte do Presidente iraniano, Ebrahim Raissi, num acidente de helicóptero no domingo, não prevendo um "impacto mais vasto na segurança regional".

Lusa | 19:13 - 20/05/2024

Presidenciais no Irão marcadas para 28 de junho

Lusa | há 4 semanas

As eleições presidenciais no Irão terão lugar no dia 28 de junho, informou hoje a televisão estatal, após a morte do Presidente iraniano, Ebrahim Raissi, e da sua comitiva num desastre de helicóptero.

Presidenciais no Irão marcadas para 28 de junho

Presidenciais no Irão marcadas para 28 de junho

As eleições presidenciais no Irão terão lugar no dia 28 de junho, informou hoje a televisão estatal, após a morte do Presidente iraniano, Ebrahim Raissi, e da sua comitiva num desastre de helicóptero.

Lusa | 19:35 - 20/05/2024

  

Brasil nota "profunda consternação" pela morte de responsáveis iranianos

Lusa | há 4 semanas

O Brasil expressou hoje "profunda consternação" pela morte do Presidente do Irão, Ebrahim Raisi, e do ministro dos Negócios Estrangeiros iraniano, Hossein Amir Abdollahian, num acidente de helicóptero no domingo.

Brasil nota

Brasil nota "profunda consternação" pela morte de responsáveis iranianos

O Brasil expressou hoje "profunda consternação" pela morte do Presidente do Irão, Ebrahim Raisi, e do ministro dos Negócios Estrangeiros iraniano, Hossein Amir Abdollahian, num acidente de helicóptero no domingo.

Lusa | 16:56 - 20/05/2024

Líder da AIEA envia "condolências" pela morte do presidente do Irão

José Miguel Pires | há 4 semanas

O diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA), Rafael Mariano Grossi, enviou "condolências" pela morte do presidente do Irão, Ebrahim Raisi.

"Apresento as minhas condolências pelo trágico falecimento do presidente, Ebrahim Raisi, do ministro dos Negócios Estrangeiros, Hossein Amir-Abdollahian, e de outros membros da delegação. Os nossos pensamentos estão com as suas famílias e com o povo do Irão durante este período difícil", escreveu Grossi numa mensagem no X (antigo Twitter).

Guterres "triste" após morte de Raisi envia condolências ao Irão

Lusa | há 4 semanas

O secretário-geral das Nações Unidas (ONU) endereçou hoje condolências ao Governo e povo do Irão pela morte do Presidente iraniano e membros do governo num desastre aéreo, manifestando-se "triste" com os óbitos, indicou o porta-voz de António Guterres.

Guterres

Guterres "triste" após morte de Raisi envia condolências ao Irão

O secretário-geral das Nações Unidas (ONU) endereçou hoje condolências ao Governo e povo do Irão pela morte do Presidente iraniano e membros do governo num desastre aéreo, manifestando-se "triste" com os óbitos, indicou o porta-voz de António Guterres.

Lusa | 15:59 - 20/05/2024

Chefe das Forças Armadas abre inquérito ao desastre aéreo

Lusa | há 4 semanas

O chefe do Estado-Maior das Forças Armadas iranianas, Mohammad Bagheri, ordenou hoje uma investigação sobre as causas do desastre de helicóptero que matou o Presidente do Irão, Ebrahim Raisi, e a sua comitiva, segundo a agência de notícias ISNA.

Bagheri ordenou que "um comité de alto nível inicie uma investigação sobre a causa da queda do helicóptero presidencial", informou a agência noticiosa, um dia depois do desastre que provocou a morte de nove pessoas.

Putin apresenta condolências pela morte de Raisi ao presidente interino

Lusa | há 4 semanas

O presidente russo, Vladimir Putin, conversou hoje por telefone com o Presidente interino do Irão, Mohammad Mokhber, para apresentar as suas condolências após a morte num acidente de helicóptero do chefe de Estado iraniano, Ebrahim Raisi.

Putin, cujo país fortaleceu significativamente os laços com o Irão nos últimos dois anos, conversou com Mokhber imediatamente após a sua nomeação.

Os dois dirigentes "sublinharam o seu desejo mútuo de continuar a reforçar a cooperação" entre Moscovo e Teerão, segundo um comunicado de imprensa do Kremlin.

Afeganistão "profundamente entristecido" com morte de Ebrahim Raisi

Lusa | há 4 semanas

O primeiro-ministro do Afeganistão, Mohammad Hassan Akhund, declarou hoje que o seu país e todos os afegãos estão "profundamente entristecidos" pela morte do Presidente iraniano, Ebrahim Raisi, e de membros da sua delegação num desastre aéreo.

"Partilhamos a dor da República Islâmica do Irão e do seu povo e apresentamos as nossas condolências a todas as famílias das vítimas", afirmou o chefe do Governo de Cabul, num comunicado.

Entre o luto, há quem celebre a morte do presidente iraniano. Porquê?

Notícias ao Minuto | há 4 semanas

Apesar das manifestações de pesar proferidas por vários líderes mundiais, a morte do presidente iraniano, Ebrahim Raisi, suscitou celebrações entre alguns cidadãos iranianos. Mas porquê?

Conhecido como ‘carniceiro de Teerão’, Raisi deixa um legado controverso. Em 1988, o chefe de Estado ajudou a supervisionar as execuções em massa de milhares de presos políticos, quando era procurador-geral adjunto do país.

Leia o artigo completo aqui.

Corpo de Raisi será levado para Mashhad na terça-feira

Daniela Filipe | há 4 semanas

Os corpos das vítimas do helicóptero iraniano que caiu no domingo serão levados de Tabriz para a cidade de Mashhad, no nordeste do Irão, na terça-feira. O acidente vitimou o presidente iraniano, Ebrahim Raisi, e o ministro dos Negócios Estrangeiros do país, Hossein Amir-Abdollahian, além de outras sete pessoas.

Está programada uma grande cerimónia pública às 16h00 (hora local; 13h30 em Lisboa) desta segunda-feira, em Tabriz, de acordo com a CNN, que cita meios iranianos.

Já pelas 9h00 de terça-feira (06h30 em Lisboa), uma procissão acompanhará os corpos das vítimas desde a Praça dos Mártires de Tabriz até ao aeroporto da cidade, antes de seguirem para Mashhad, onde Raisi nasceu.

Mais de 2 mil pessoas participaram nas buscas pelo helicóptero acidentado

Daniela Filipe | há 4 semanas

Mais de dois mil socorristas e trabalhadores humanitários participaram na operação de busca e resgate do helicóptero em que seguia a comitiva do presidente iraniano, Ebrahim Raisi, entre eles o ministro do Negócios Estrangeiros, Hossein Amir Abdollahian.

Segundo o presidente do Crescente Vermelho Iraniano, Pir-Hossein Kolivand, nenhum equipamento ou assistência fornecida por países estrangeiros foi utilizado durante as buscas.

"Toda a operação foi conduzida utilizando as competências e conhecimentos do Crescente Vermelho Iraniano", disse, citado pela Sky News.

Acredita-se que o helicóptero tenha caído devido ao mau tempo e à pouca visibilidade.

Putin já falou com presidente interino para "fortalecer interação"

Daniela Filipe | há 4 semanas

O presidente russo, Vladimir Putin, já telefonou ao presidente interino do Irão, Mohammad Mokhber, tendo reforçado a "intenção mútua de fortalecer ainda mais a interação russo-iraniana", noticiou a agência Reuters.

Orbán lamenta "acidente que ceifou vida" de Raisi e Amir-Abdollahian

Daniela Filipe | há 4 semanas

O primeiro-ministro húngaro, Viktor Orbán, apresentou as "mais profundas condolências" pelo acidente de helicóptero que vitimou o presidente e o ministro dos Negócios Estrangeiros do Irão, no domingo.

"Gostaria de expressar as minhas mais profundas condolências ao povo iraniano pelo trágico acidente que ceifou a vida do presidente Ebrahim Raisi e do ministro dos Negócios Estrangeiros Hossein Amir-Abdollahian. Os nossos pensamentos e orações estão com o povo do Irão", escreveu, na rede social X (Twitter).

NATO expressa condolências após morte de Presidente Raisi

Lusa | há 4 semanas

A NATO expressou hoje condolências à população do Irão pela morte do Presidente, Ebrahim Raisi, e do ministro dos Negócios Estrangeiros, Hossein Amir-Abdollahian, que morreram no domingo na sequência de um acidente de helicóptero.

"Expressamos as nossas condolências à população do Irão pela morte do Presidente Raisi, o ministro dos Negócios Estrangeiros Amir-Abdollahian e todos os que morreram no acidente de helicóptero", escreveu a porta-voz da Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO), Farah Dakhlallah, na rede social X (antigo Twitter).

Equipas de socorro recuperam corpos de vítimas no Irão. Eis o resgate

Notícias ao Minuto | há 4 semanas

As equipas de socorro iranianas recuperaram, esta segunda-feira, os corpos do presidente daquele país, Ebrahim Raissi, e dos restantes oito passageiros que seguiam no helicóptero que se despenhou no domingo, no noroeste do Irão, dando por terminadas as operações de busca.

Imagens disseminadas pelas agências de notícias internacionais dão um vislumbre dos esforços realizados pelas autoridades, que transportaram “os corpos dos mártires para Tabriz", a principal cidade do noroeste do país, segundo adiantou o chefe do Crescente Vermelho, Pirhossein Koulivand, à televisão estatal.

Veja aqui.

Cidadãos saem à rua em homenagem a Raisi. Veja o vídeo

Daniela Filipe | há 4 semanas

Multidões saíram à rua na região de Lorestão, no Irão, para homenagear o presidente Ebrahim Raisi, que morreu na sequência da queda do helicóptero em que seguia, no domingo.

Presidente da Autoridade Palestiniana envia condolências a Teerão

Lusa | há 4 semanas

O Presidente da Autoridade Nacional Palestiniana, Mahmoud Abbas, apresentou condolências à República Islâmica do Irão após a morte do Presidente, Ibrahim Raisi, num acidente de helicóptero no domingo.

"Exprimimos as nossas sinceras condolências e a nossa solidariedade ao fraterno povo iraniano", indica um comunicado do Presidente da Autoridade Nacional Palestiniana (ANP) divulgado pela agência noticiosa oficial palestiniana Wafa.

Abbas lamenta igualmente a morte do ministro dos Negócios Estrangeiros, Hosein Amir Abdolahian, e da restante delegação, no mesmo acidente.

O Presidente da ANP sublinhou "a solidariedade do Estado da Palestina e do povo palestiniano para com os dirigentes e o povo iraniano" face ao que descreveu como um acontecimento que causou "grande angústia".

Montenegro manifesta "sinceras condolências" por morte de Raisi

Daniela Filipe | há 4 semanas

O primeiro-ministro português, Luís Montenegro, expressou "sinceras condolências" pela morte do presidente iraniano e do ministro dos Negócios Estrangeiros daquele país, que perderam a vida na sequência de um acidente de helicóptero, no domingo.

"Em nome do Governo português e no meu próprio, apresento sinceras condolências ao povo iraniano e às famílias do presidente Ebrahim Raisi e do ministro dos Negócios Estrangeiros Abdollahian, que perderam a vida no trágico acidente deste fim de semana", escreveu o responsável, na rede social X (Twitter).

Borrell expressa "solidariedade" para com famílias das vítimas e cidadãos

Daniela Filipe | há 4 semanas

O chefe da diplomacia da União Europeia (UE), Josep Borrell, expressou "solidariedade às famílias de todas as vítimas e aos cidadãos iranianos afetados" pela morte do presidente iraniano, Ebrahim Raisi, do ministro dos Negócios Estrangeiros, Hossein Amir-Abdollahian, e dos restantes sete passageiros que seguiam no helicóptero acidentado, no domingo.

"A UE apresenta as suas condolências pela morte do presidente da República Islâmica do Irão, Ebrahim Raisi, do ministro dos Negócios Estrangeiros, Hossein Amir-Abdollahian, e de outros responsáveis ​​iranianos envolvidos no trágico acidente de helicóptero ocorrido no domingo. A UE manifesta a sua solidariedade às famílias de todas as vítimas e aos cidadãos iranianos afetados", escreveu, em comunicado.

Presidente do Azerbaijão "devastado" com morte de "estadista"

Daniela Filipe | há 4 semanas

O presidente do Azerbaijão, Ilham Aliyev, salientou que as mortes do presidente iraniano e do ministro das Relações Exteriores daquele país "devastaram profundamente" o governo do Azerbaijão.

O acidente de helicóptero que vitimou os responsáveis iranianos ocorreu quando a comitiva regressava de uma cerimónia de inauguração de uma barragem, onde estiveram com Ilham Aliyev, na fronteira entre o Irão e o Azerbaijão.

"O povo iraniano perdeu um estadista que entregou a sua vida ao seu país com lealdade e sacrifício. [...] Desejamos paciência e calma do Deus Todo-Poderoso ao povo iraniano e gostaríamos de oferecer nossas condolências a vós, às famílias e amigos daqueles que morreram e a todo o povo iraniano", escreveu Aliyev, em comunicado.

Irão cancela atividades culturais e artísticas durante 7 dias

Daniela Filipe | há 4 semanas

O Ministério da Cultura cancelou todas as atividades culturais e artísticas por um período de sete dias, na sequência da morte do presidente do país, noticiou a CNN.

Morte de Raisi é uma "grande perda para o povo iraniano", diz Xi Jinping

Lusa | há 4 semanas

O Presidente chinês, Xi Jinping, classificou hoje a morte do homólogo iraniano Ebrahim Raisi como trágica e uma "grande perda para o povo iraniano", divulgou o Ministério dos Negócios Estrangeiros chinês.

"O Presidente Xi Jinping sublinhou que a sua morte trágica foi uma grande perda para o povo iraniano e que o povo chinês perdeu um bom amigo", disse o porta-voz da diplomacia chinesa, Wang Wenbin, em conferência de imprensa.

Presidente polaco "profundamente comovido" com acidente de Raisi

Daniela Filipe | há 4 semanas

O presidente da Polónia, Andrzej Duda, disse estar "profundamente comovido" com o anúncio da morte do presidente do Irão e da sua delegação governamental, tendo recordado o acidente de avião de Smolensk, em 2010, que matou 96 pessoas, incluindo o então presidente polaco, Lech Kaczyński.

"Estou profundamente comovido com a notícia da trágica morte do presidente do Irão, Ebrahim Raisi, e da sua delegação governamental, num acidente de avião. Poucas nações têm páginas tão trágicas na sua história. Mas nós, polacos, que fomos terrivelmente afetados em 2010 pela queda de um avião do governo polaco em Smolensk, na Rússia, conhecemos a sensação de choque e vazio que permanece nos corações das pessoas e no país após a perda repentina da elite política e social, após a perda repentina de entes queridos e amigos. Portanto, com especial compreensão, unimo-nos aos familiares das vítimas e à nação iraniana em oração e pesar", escreveu, na rede social X (Twitter).

Vice-presidente assume presidência. Tem 50 dias para organizar eleições

Daniela Filipe | há 4 semanas

O líder supremo do irão, Ali Khamenei, confirmou que o vice-presidente do país, Mohammad Mokhber, assumirá as funções do presidente Ebrahim Raisi.

Mohammad Mokhber terá 50 dias para organizar novas eleições, de acordo com a agência Reuters.

Por seu turno, o vice-ministro dos Negócios Estrangeiros, Ali Bagheri Kani, atuará enquanto ministro interino daquela pasta após a morte de Hossein Amirabdollahian.

Mohammad Mokhber nomeado presidente interino pelo líder supremo do Irão

Mohammad Mokhber nomeado presidente interino pelo líder supremo do Irão

O líder supremo do Irão, Ali Khamenei, nomeou o vice-Presidente Mohammad Mokhber, como chefe de Estado interino e decretou cinco dias de luto pela morte de Ebrahim Raisi.

Lusa | 09:51 - 20/05/2024

Erdogan lembra Raisi "com respeito e gratidão". "Meu irmão"

Daniela Filipe | há 4 semanas

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, lembrou o homólogo iraniano, Ebrahim Raisi, "com respeito e gratidão", tendo ainda expressado as "mais profundas condolências" ao povo e governo do Irão.

"Rezo pela misericórdia de Deus para com o meu querido colega, o meu irmão, e o presidente da República Islâmica do Irão, Ebrahim Raisi, que soubemos que infelizmente faleceu num acidente de helicóptero. Desejo a misericórdia de Deus ao ministro dos Negócios Estrangeiros iraniano e às outras pessoas que perderam a vida no mesmo helicóptero. Expresso as minhas mais profundas condolências ao amigável e fraterno povo e governo iranianos, especialmente ao líder religioso da República Islâmica do Irão, Ali Khamenei, e às famílias do seu honorável presidente e de outras pessoas falecidas", escreveu o chefe de Estado, na rede social X (Twitter).

E complementou. "Como colega que testemunhou pessoalmente os seus esforços pela paz do povo iraniano e da nossa região durante o seu mandato, lembro-me do presidente com respeito e gratidão. Apoiaremos o nosso vizinho Irão nestes tempos difíceis e tristes, como já fizemos muitas vezes."

Irão declara cinco dias de luto nacional

Daniela Filipe | há 4 semanas

O Irão declarou cinco dias de luto nacional na sequência da morte do presidente Ebrahim Raisi, noticiou o The Guardian, que citou meios de comunicação daquele país.

Putin recorda Raisi enquanto "político notável" e "verdadeiro amigo"

Daniela Filipe | há 4 semanas

O presidente russo, Vladimir Putin, teceu as suas condolências ao líder supremo do Irão, Ali Khamenei, descrevendo o presidente Ebrahim Raisi enquanto "político notável" e "um verdadeiro amigo da Rússia".

“Por favor, aceite as minhas profundas condolências em relação à grande tragédia que se abateu sobre o povo da República Islâmica do Irão”, terá dito Putin numa mensagem citada pelo The Telegraph.

O chefe de Estado descreveu Raisi como "um político notável" e "um verdadeiro amigo da Rússia, que deu uma contribuição pessoal inestimável para o desenvolvimento das boas relações entre os países".

Líder supremo do Irão apresenta condolências por "martírio" de Raisi

Daniela Filipe | há 4 semanas

O líder supremo do Irão, Ali Khamenei, expressou as suas condolências pelo "martírio" do presidente Ebrahim Raisi e das restantes vítimas, segundo noticiou a agência Reuters.

Líbano decreta três dias de luto por morte de Raisi

Daniela Filipe | há 4 semanas

O Líbano decretou três dias de luto pela morte do presidente iraniano Ebrahim Raisi, anunciou esta segunda-feira o ministro dos Negócios Estrangeiros libanês, Najib Mikati, citado pela CNN.

Lavrov descreve Raisi como "verdadeiro amigo" da Rússia

Daniela Filipe | há 1 mês

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Sergei Lavrov, classificou o presidente iraniano, Ebrahim Raisi, como um "verdadeiro amigo" daquele país.

"Na Rússia, o presidente do Irão, Ebrahim Raisi, e o ministro dos Negócios Estrangeiros do Irão, Hossein Amir-Abdollahian, eram conhecidos como amigos verdadeiros e fiáveis ​​do nosso país. O seu papel no fortalecimento da cooperação mutuamente benéfica entre a Rússia e o Irão e a parceria de confiança é inestimável. Apresentamos as nossas sinceras condolências às famílias e amigos das vítimas, bem como a todo o povo amigo do Irão. Os nossos pensamentos e corações estão convosco nesta hora triste", disse, citado pela agência Reuters.

Emir do Qatar e rebeldes Houthi expressam "sinceras condolências"

Daniela Filipe | há 1 mês

O emir do Qatar, Tamim bin Hamad al Thani, e os rebeldes xiitas Houthi do Iémen expressaram hoje as suas "sinceras condolências" ao Irão pela morte do presidente.

"As minhas sinceras condolências ao Governo e ao povo da República Islâmica do Irão pela morte do Presidente Ebrahim Raisí, do Ministro dos Negócios Estrangeiros e dos funcionários que os acompanharam no doloroso acidente de helicóptero", afirmou o emir do Qatar numa mensagem na rede social X.

O chefe do conselho de governo dos rebeldes xiitas Houthi do Iémen, Mahdi al Mashat, expressou as suas condolências, lembrando que a morte de Raisi "é uma grande perda para todo o povo da nação islâmica".

"O mártir Ebrahim Raisi foi um exemplo de um corajoso líder muçulmano, leal aos problemas da nação e ansioso por alcançar as suas aspirações de orgulho, dignidade, construção e progresso. As suas posições sobre os problemas da nação eram claras, fortes e corajosas", disse Mashat em comunicado.

Hezbollah lamenta morte do "protetor dos movimentos de resistência"

Daniela Filipe | há 1 mês

O movimento Hezbollah do Líbano, apoiado pelo Irão, apresentou na segunda-feira as suas condolências aos dirigentes iranianos, descrevendo Ebrahim Raissi como um "protetor dos movimentos de resistência" contra Israel na região.

"O presidente martirizado era para nós um irmão mais velho, um apoio sólido (...) e um protetor dos movimentos de resistência", declarou o grupo, que combate Israel a partir do sul do Líbano. O grupo prestou igualmente homenagem ao chefe da diplomacia iraniana, Hossein Amir-Abdollahian, morto no mesmo acidente de helicóptero.

Hamas e Hezbollah homenageiam Raisi.

Hamas e Hezbollah homenageiam Raisi. "Um dos melhores líderes iranianos"

O movimento islamita Hamas enviou hoje uma mensagem de condolências pela morte do presidente do Irão, Ebrahim Raisi, que considera ter sido "um dos melhores líderes iranianos", que prestou "um apoio valioso à causa palestiniana".

Lusa | 08:20 - 20/05/2024

"Não fomos nós". Israel diz não ter estado envolvido na morte de Raisi

Daniela Filipe | há 1 mês

Um oficial israelita garantiu que o Estado não esteve envolvido no acidente de helicóptero que vitimou o presidente do Irão e outras oito pessoas, noticiou a agência Reuters, esta segunda-feira.

"Não fomos nós", disse, tendo pedido o anonimato.

Hamas tece "mais profundas condolências" por morte de Raisi

Daniela Filipe | há 1 mês

O Hamas transmitiu as suas "mais profundas condolências e solidariedade" ao líder supremo do Irão, Ali Khamenei, ao governo iraniano e ao povo iraniano pela morte do seu presidente, que considerou ser uma "grande perda".

A milícia louvou os líderes iranianos por apoiarem a causa palestiniana e a resistência contra Israel e expressou confiança de que as "instituições profundamente enraizadas" do Irão lhe permitirão superar "as repercussões desta grande perda", noticiou a agência Reuters.

Índia lamenta "morte trágica" de Raisi. Iraque expressa "grande tristeza"

Daniela Filipe | há 1 mês

O primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, expressou tristeza pela "morte trágica" de Raisi e acrescentou que "sempre se recordará" da contribuição do presidente do Irão para o reforço das relações bilaterais dos dois países.

Também o primeiro-ministro do Iraque, Mohamed Shia al Sudani, disse ter recebido "com grande tristeza e pesar" a confirmação do acidente e expressou solidariedade tanto com Khamenei como com o povo iraniano após "esta dolorosa tragédia".

Maduro "chocado" com morte de Raisi. "Uma pessoa exemplar"

Daniela Filipe | há 1 mês

O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, disse na rede social X estar "chocado com as duras notícias" sobre a morte de Raisi, que descreveu como "uma pessoa exemplar, um líder extraordinário do mundo (...) e defensor da soberania do seu povo".

Maduro transmitiu as suas condolências ao Líder Supremo" do Irão, o 'ayatollah' Ali Khamenei, a quem desejou "consolo divino por perdas tão sensíveis".

Paquistão declara dia de luto por morte de presidente do Irão

Lusa | há 4 semanas

O Paquistão declarou hoje um dia de luto devido à morte do Presidente do Irão, Ebrahim Raisi, e do ministro dos Negócios Estrangeiros iraniano, Hossein Amir-Abdollahian, na queda de um helicóptero no noroeste do país.

Também os chefes de Estado da Venezuela, da Índia e do Iraque transmitiram a Teerão condolências pelo acidente de domingo.

"O Paquistão vai observar um dia de luto e a bandeira estará a meio haste" em "solidariedade com o Irão", um país irmão, escreveu o primeiro-ministro paquistanês, Shehbaz Sharif, na rede social X (antigo Twitter).

Recuperado corpo de Raisi e restantes vítimas no Irão. Operação concluída

Lusa | há 4 semanas

As equipas de socorro iranianas recuperaram hoje os restos mortais do Presidente, Ebrahim Raissi, e dos outros oito passageiros que seguiam no helicóptero que se despenhou no domingo no noroeste do Irão, anunciou o Crescente Vermelho.

"Estamos a transportar os corpos dos mártires para Tabriz", a principal cidade do noroeste do país, disse o chefe do Crescente Vermelho, Pirhossein Koulivand, à televisão estatal, anunciando o fim das operações de busca.

Eis as imagens do drone turco que identificou possíveis destroços

Daniela Filipe | há 1 mês

O drone turno Akinci identificou uma fonte de calor que se suspeitava serem os destroços do helicóptero que transportava o presidente iraniano, tendo compartilhado as coordenadas com as autoridades. Veja as imagens abaixo.

Charles Michel expressa "sinceras condolências" após morte de Raisi

Lusa | há 1 mês

O presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, expressou hoje as "sinceras condolências" em nome da União Europeia (UE) depois de ser anunciada a morte do presidente do Irão, Ebrahim Raisi.

"AUE expressa as mais sinceras condolências pela morte do Presidente Raisi e do ministro dos Negócios Estrangeiros Abdollahian, assim como de todos os elementos da delegação e tripulantes [que morreram] no acidente de helicóptero. Os nossos pensamentos estão com as famílias", escreveu Charles Michel na rede social X (antigo Twitter), ao início da manhã de hoje.

Vice-presidente liderou reunião de emergência. Governo "sem interrupções"

Daniela Filipe | há 4 semanas

O vice-presidente iraniano Mohammad Mokhber liderou uma reunião do gabinete de emergência após a notícia da morte do presidente do país, noticiaram os meios de comunicação locais.

O governo apresentou as suas condolências ao líder supremo Ali Khamenei e à nação iraniana, mas assegurou que continuará a trabalhar "sem interrupções", segundo a Press TV.

Os ministros também prestaram homenagem ao presidente e aos seus "esforços incansáveis", de acordo com a agência Tasnim.

Estavam 9 pessoas no helicóptero acidentado, segundo os media iranianos

Daniela Filipe | há 1 mês

A agência de notícias iraniana Tasnim avançou, esta segunda-feira, que estavam nove pessoas no helicóptero acidentado, nomeadamente o governador do Azerbaijão Oriental, Malek Rahmati, e o Major-General Seyed Mehdi Mousavi, chefe da equipa de segurança do presidente. Também seguiam a bordo um piloto, um copiloto e um técnico.

Irão garante que morte de Raisi não vai causar "qualquer perturbação"

Lusa | há 1 mês

O Governo iraniano confirmou hoje a morte do Presidente Ebrahim Raisi, na queda de um helicóptero no noroeste do país, mas garantiu que o desastre não irá causar "qualquer perturbação na administração" do Irão.

"O Presidente do povo iraniano, trabalhador e incansável, (...) sacrificou a sua vida pela nação", disse o executivo de Teerão, num comunicado após a primeira reunião desde o acidente.

"Garantimos à nossa nação leal, grata e amada que, com a ajuda de Deus e o apoio do povo, não haverá a menor perturbação na administração do país", acrescentou o Governo do Irão.  

Erdogan "triste" e Biden informado. As reações à queda de 'héli' no Irão

Lusa | há 1 mês

O Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, manifestou-se hoje "profundamente triste" com a queda do helicóptero do seu homólogo iraniano, enquanto nos Estados Unidos o Presidente Joe Biden foi informado do incidente que envolveu Ebrahim Raisi, cujo paradeiro é desconhecido.

"Estamos a acompanhar de perto o incidente, em contacto e coordenação com as autoridades iranianas, e estamos prontos a prestar todo o apoio necessário", declarou o chefe de Estado turco na rede social X (antigo Twitter). Erdogan acrescentou o desejo de "receber boas notícias do Presidente e da sua delegação o mais rapidamente possível".

A porta-voz da Casa Branca, Karine Jean-Pierre, disse aos jornalistas a bordo do avião presidencial Air Force One que o Presidente norte-americano, Joe Biden, já tinha sido informado sobre os acontecimentos no Irão, mas sem dar mais pormenores.   

Futuro político do Irão causa preocupação. Quem substituirá o presidente?

Daniela Filipe com Lusa | há 4 semanas

Face à morte do presidente iraniano, na sequência da queda do helicóptero em que seguia, no noroeste do Irão, o futuro político do país é incerto. Quem é que o substituirá?

Segundo o artigo 131.º da Constituição da República Islâmica do Irão, citado pelas agências internacionais, "em caso de morte, destituição, demissão, ausência ou doença por um período superior a dois meses do Presidente da República, o Primeiro Vice-Presidente da República assume o cargo". 

Contudo, esta alteração deverá ter o "consentimento do Líder Supremo" do país, o 'ayatollah' Ali Khamenei, que já apelouaos iranianos para "não se preocuparem" enquanto prosseguem as buscas.

O atual primeiro vice-presidente do Irão é Mohammad Mokhber, de 68 anos, que está no cargo desde 2021 e anteriormente liderou o poderoso conglomerado "Execução da Ordem do Imã Khomeini" (EIKO). Por estas funções é alvo de sanções pelos Estados Unidos desde 2021.

Em caso de morte do primeiro vice-presidente ou de outras circunstâncias que o impeçam de exercer as suas funções, bem como no caso de o presidente falecido não ter um primeiro vice-presidente, o líder supremo nomeia outra pessoa.

Ebrahim Raisi. Quem é o presidente ultraconservador do Irão?

Lusa | há 4 semanas

O presidente iraniano, Ebrahim Raisi, cujo destino se desconhece após um acidente de helicóptero hoje, lidera o Irão desde 2021, sempre ostentando um turbante negro e vestes clericais, num contexto de turbulência internacional e contestação interna.

Com 63 anos, o 'ayatollah' Raisi é considerado um ultraconservador e um partidário assumido da lei e da ordem.

Apresentando-se como defensor das classes desfavorecidas e da luta contra a corrupção, Raisi foi eleito a 18 de junho de 2021, na primeira volta de umas eleições presidenciais marcadas por uma abstenção recorde e pela ausência de adversários de peso.

Leia o perfil completo aqui.

Morreu o presidente do Irão Ebrahim Raisi

Lusa | há 4 semanas

Vários meios de comunicação estatais iranianos anunciaram hoje a morte do presidente Ebrahim Raisi e do ministro dos Negócios Estrangeiros, Hossein Amir-Abdollahian, numa queda de um helicóptero no noroeste do Irão.

Ainformação foi avançada pela agência de notícias Mehr e pelo jornal governamental Iran Daily, mas ainda não existe uma confirmação oficial por parte das autoridades de Teerão.

O helicóptero que transportava Raisi foi localizado hoje numa montanha no noroeste do Irão, anunciaram os serviços de emergência, que admitiram ter pouca esperança de encontrar sobreviventes.  

Para recordar

Daniela Filipe | há 4 semanas
  • Helicóptero que transportava presidente do Irão faz "aterragem forçada".  Um helicóptero que transportava o presidente do Irão, Ebrahim Raisi, terá sofrido um acidente, de acordo com a televisão estatal iraniana IRNA, que inicialmente avançou que a aeronave teve de fazer uma "aterragem forçada". "Segundo informações não confirmadas, o helicóptero que transportava o presidente Raisi teve um acidente na província do Azerbaijão Oriental", informou a IRNA.
  • Horas após queda de helicóptero, iranianos rezam pelo presidente do país.  Dezenas de iranianos juntaram-se, este domingo, na Praça Vali-e-Asr, no centro de Teerão, para rezar pelo presidente do Irão, Ebrahim Raisi, e pelo ministro dos Negócios Estrangeiros, Hossein Amir-Abdollahian. Ambos estão desaparecidos após uma queda de helicóptero que ocorreu há quase 12 horas, numa província do Azerbaijão Oriental. "Espero que eles estejam bem e que sejam encontrados", disse uma cidadã iraniana, de 29 anos, à agência de notícias Agence France-Presse (AFP), identificada apenas como Vakili.
  • Exército iraniano diz ter localizado helicóptero em que viajava Raisi. O Exército iraniano indicou hoje ter localizado a posição "exata" do helicóptero em que viajava o presidente iraniano, Ebrahim Raisi, graças a um sinal da aeronave e a outro do telemóvel de um dos tripulantes.
  • Pouca esperança em encontrar sobreviventes. O helicóptero que transportava o Presidente iraniano, Ebrahim Raisi, foi localizado hoje numa montanha no noroeste do Irão, anunciaram os serviços de emergência, que admitiram ter pouca esperança de encontrar sobreviventes. "Ohelicóptero do Presidente foi localizado. Os serviços de emergência estão a aproximar-se do local do acidente (...) A situação não é boa", declarou o chefe do Crescente Vermelho iraniano, Pirhossein Koolivand.
  • Rússia envia equipas de socorro para o Irão após acidente de Raisi. A Rússia anunciou domingo que vai enviar uma equipa de socorro para ajudar o Irão nas buscas do helicóptero que transportava o Presidente iraniano, Ebrahim Raisi, e que sofreu "um acidente", segundo as autoridades iranianas e a imprensa oficial. "Apedido da parte iraniana, socorristas do Ministério das Situações de Emergência russo vão ajudar nas operações de busca e salvamento do helicóptero que transportava o Presidente iraniano", declarou o ministério num comunicado publicado na plataforma digital Telegram.

Início de cobertura

Daniela Filipe | há 1 mês

Bom dia. Iniciamos este acompanhamento AO MINUTO sobre o acidente de helicóptero que terá vitimado o presidente iraniano, Ebrahim Raisi, e o ministro dos Negócios Estrangeiros daquele país, Hossein Amir-Abdollahian.

Recomendados para si

;
Campo obrigatório