Meteorologia

  • 21 MAIO 2024
Tempo
15º
MIN 13º MÁX 20º

Cinco soldados israelitas mortos por 'fogo amigo' em Gaza

Pelo menos cinco soldados israelitas foram mortos por 'fogo amigo' num incidente que aconteceu no norte da Faixa de Gaza na quarta-feira, quando militares num tanque os confundiram com combatentes palestinianos, confirmaram hoje as autoridades de Israel.

Cinco soldados israelitas mortos por 'fogo amigo' em Gaza
Notícias ao Minuto

09:40 - 16/05/24 por Lusa

Mundo Médio Oriente

Jerusalém, 16 mai 2024 (Lusa) - Pelo menos cinco soldados israelitas foram mortos por 'fogo amigo' num incidente que aconteceu no norte da Faixa de Gaza na quarta-feira, quando militares num tanque os confundiram com combatentes palestinianos, confirmaram hoje as autoridades de Israel.

Um porta-voz militar israelita disse à agência de notícias EFE que houve um "fogo cruzado de um tanque contra o 202.º batalhão que resultou na morte de cinco soldados e outros militares feridos".

O exército israelita atualizou hoje a sua lista de soldados mortos em Gaza e acrescentou os nomes de cinco pessoas, todas com idades entre os 20 e os 22 anos.

O jornal israelita The Times of Israel, citando uma investigação preliminar das forças armadas israelitas, disse que os soldados foram mortos depois de um tanque israelita que operava na área do campo de refugiados de Jabalia, no norte da Faixa de Gaza, ter disparado dois tiros contra um prédio.

Além disso, outros sete militares, todos integrantes do 202.º batalhão da brigada de paraquedistas, ficaram feridos.

Na quarta-feira, o braço armado do Hamas, as Brigadas al-Qasam, afirmou num comunicado que pelo menos 12 soldados israelitas tinham sido mortos num incidente com fogo amigo na área de Jabalia.

O exército israelita ainda não clarificou oficialmente os pormenores sobre o incidente.

Desde o início da guerra na Faixa de Gaza, 278 soldados israelitas morreram, segundo as forças armadas do país. Além disso, uma pessoa contratada que trabalhava para o Ministério da Defesa israelita morreu na quarta-feira, após sofrer ferimentos durante uma operação em Rafah, há três dias.

A maior parte dos feridos e das mortes israelitas nos últimos dias ocorreram no norte do enclave, onde o exército voltou a operar sob a premissa que o grupo islamita Hamas está a reagrupar-se naquela área.

Leia Também: Estados Unidos concluem construção de cais flutuante ao largo de Gaza

Recomendados para si

;
Campo obrigatório