Meteorologia

  • 28 MAIO 2024
Tempo
26º
MIN 14º MÁX 28º

Cabo Verde com défice praticamente nulo no primeiro trimestre

Cabo Verde registou um défice quase nulo das contas públicas no primeiro trimestre deste ano, caindo para 0,03%, segundo dados divulgados hoje pelo Governo cabo-verdiano.

Cabo Verde com défice praticamente nulo no primeiro trimestre
Notícias ao Minuto

18:40 - 15/05/24 por Lusa

Mundo Cabo Verde

De acordo com os resultados das contas do Estado, nos primeiros três meses deste ano o défice quase nulo "reflete um controle mais eficiente das despesas e um aumento nas receitas".

No período em análise, o saldo corrente primário registou uma "melhoria considerável", com um valor positivo de 2.264,7 milhões de escudos (20,5 milhões de euros), equivalente a 0,8% do PIB.

"Esse resultado é superior ao registado no primeiro trimestre de 2023, quando alcançou 1.340,3 milhões de escudos (12,1 milhões de euros), representando 0,5% do PIB. Uma evolução que demonstra uma gestão fiscal consistente e sustentável", lê-se no comunicado.

O saldo global primário também teve um "desempenho positivo", atingindo 1.161,4 milhões de escudos (10,5 milhões de euros), ou seja 0,4% do PIB.

Segundo o executivo, esses dados "refletem a capacidade de Cabo Verde em gerar 'superávit' (excedente orçamental) nas suas contas públicas".

No período em análise, as receitas totais tiveram um "aumento significativo" de 11,9%, impulsionado principalmente pelo aumento na arrecadação de impostos, que registou um aumento de 11,2%, e nas outras receitas, que apresentaram um aumento de 23,7%.

Nas despesas correntes, houve um aumento de 5,3%, que foi impulsionado principalmente pelas despesas com aquisição de bens e serviços, transferências, benefícios sociais e outras despesas.

De janeiro a março, o Governo cabo-verdiano avançou que a execução dos investimentos líquidos em ativos não financeiros registou um "crescimento expressivo" de 77,6%, o que indica um aumento nos investimentos em infraestrutura e desenvolvimento.

Nesse período, a dívida pública passou de 112,3% para 107,9% do PIB, que "reflete os esforços do país em promover uma gestão sustentável da dívida".

Leia Também: Violência baseada no género. PR cabo-verdiano pede "melhores resultados"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório